Cinco testemunhas serão ouvidas na quinta audiência do caso das mortes dos irmãos Joaquim e Kauã, que morreram queimados em abril do ano passado. A audiência começa às 9h desta terça-feira (5), no Fórum do município.

De acordo com o Tribunal de Justiça do Espírito Santo, serão ouvidas quatro testemunhas de acusação e uma de defesa. A presença de Georgeval, acusado do crime, foi requisitada. A mãe das crianças, Juliana Sales, foi intimada e é obrigada a ir. O advogado de acusação explicou que Juliana terá que participar de todas as audiências.

A próxima audiência do caso está marcada para o dia 12 de fevereiro. No dia 19, será feito um interrogatório com Juliana e Georgeval Alves.

Caso

As crianças morreram em um incêndio no dia 21 de abril, em Linhares. Georgeval, pai de Joaquim e padrasto de Kauã, foi acusado de estuprar, agredir e queimar as crianças. Já a esposa dele Juliana foi presa porque, segundo o juiz, foi omissa e sabia dos abusos que as vítimas sofriam, ela foi solta no dia 30 de janeiro.

Audiências

  • A primeira audiência do caso aconteceu na 1ª Vara Criminal de Vitória, no dia 10 de outubro. Nela, foram ouvidas cinco testemunhas.
  • Já a segunda aconteceu no Fórum de Linhares, no dia 23 de outubro, onde foram ouvidas 16 testemunhas.
  • A terceira também aconteceu em Linhares, no dia 27 de novembro e 15 testemunhas foram ouvidas.
  • A quarta aconteceu em Vitória, nos dias 11 e 12 de dezembro. Catorze testemunhas foram ouvidas.