O município de Linhares, na região Norte do Espírito Santo, registrou 20 casos de dengue nos 10 primeiros dias do ano, ou seja, são duas notificações por dia.

Em 2018, a Secretaria Municipal de Saúde de Linhares recebeu três mil notificações de casos de suspeita de dengue e 1.200 foram confirmados. Uma pessoa morreu com a forma mais grave da doença.

Um dos fatores para o aumento dos casos é o calor do verão, que possibilita a proliferação do mosquito transmissor, o Aedes aegypt.

Brasil declara nova guerra contra dengue. — Foto: iStock/FarmaConde

A agente de endemias Eliana Alves lamenta que está sempre falando das mesmas coisa. “Mas é importante manter a educação permanente porque a gente crê ainda que esse é o melhor caminho. A gente pede sempre para tirar 10 minutos do dia para vistoriar o quintal e limpar possíveis criadouros de mosquito. Nesse tempo de verão é chuva e sol, então qualquer água parada pode servir para a proliferação do mosquito”.

A supervisora geral de endemias Luzinete Urbano comentou que 2018 foi um ano atípico. “Tivemos um aumento considerável no número de notificações mesmo tendo um trabalho direcionado durante o ano. Nosso trabalho não é interrompido, ele é feito de janeiro a janeiro. Mas ainda temos pessoas adoecendo por descuido, porque estão dando o ambiente favorável para que o mosquito se prolifere“.