Reportagem: Admilson Brum

Compareceu na sede da 3ª cia, em Ecoporanga, o senhor DOUGLAS ARAUJO pedindo socorro.

Este relatou que estava na casa de sua sogra MARIA APARECIDA TEIXEIRA, quando percebeu que a porta dos fundos da casa foi arrombada. Dois homens encapuzados entraram com arma em punho, perguntando a vítima onde estava a droga, sendo respondido que não sabia.

Diante da negativa os acusados deram uma coronhada em MARIA e apontaram a arma para sua cabeça e efetuaram o disparo, mas a munição não saiu.

Neste momento, os acusados pegaram uma faca de serra e tentaram degolar o pescoço de MARIA. A testemunha DOUGLAS estava no local e tentou socorrê-la.

Um dos acusados acertou uma coronhada em DOULGAS e os dois fugiram correndo pelos fundos da residência.

A vítima foi socorrida para o hospital e que segundo MARIA, esta reconheceu a voz dos acusados e passou os nomes para a polícia.

A ocorrência foi confeccionada e entregue na Delegacia de Ecoporanga para as devidas providências.