Sentir tristeza e ficar “péssimo” de vez em quando é uma reação natural a situações difíceis, como o fim de um relacionamento, uma demissão ou uma doença que aflige alguém que amamos, ou até mesmo conviver diariamente com um chefe ou colega chatos, são situações que afetam o emocional de qualquer um.

A nutricionista, Sabina Donadelli explica que quando uma pessoa está deprimida, ela têm tendências a optar por alimentos pouco saudáveis, abusar de doces e bebidas alcoólicas. O que é um grande erro porque piora a sensação de “sentimento ruim”.

“A depressão pode ter diversas causas, mas é possível combater a maioria delas com alimentos certos, os quais vão formar substâncias que atuam no cérebro, corrigindo deficiências de vitaminas e minerais, estabilizando o açúcar no sangue, trazendo bem-estar”, explicou a nutricionista.

A especialista explica que não importa o quanto você esteja deprimido ou triste, a escolha sábia de alimentos é capaz de fazê-lo sentir-se mais feliz e os efeitos são imediatos.

Conheça alguns alimentos e dicas

– Peixes pequenos, ovos, iogurtes, kefir;

– Carboidratos ricos em fibras;

– Diminua a cafeína e álcool;

– Abasteça-se de Vitamina D (tome sol por 10 minutos todos os dias);

– Abacate;

– Chocolate Amargo;

– Aveia;

– Banana;

– Morango;

– Couve;

– Castanha do Pará;

– Semente de gergelim;

– Alho;

– Melancia;

– Gengibre.

Estes alimentos, liberam quatro hormônios principais para a sensação de prazer e bem estar, são eles: endorfina, ocitocina, dopamina e serotonina. O equilíbrio entre eles é capaz de gerar uma sensação de maior felicidade.