Foto: Iures Wagmaker

O verão está ‘bombando’ no Espírito Santo! As altas temperaturas registradas no estado são um convite à curtição. Com cerca de 400 quilômetros de litoral, o que não falta é opção de belas praias para a apreciação de capixabas e turistas.

Fugindo dos destinos mais procurados, muitas pessoas preferem um clima diferente e, longe das praias, buscam, nas águas doces, opções diferenciadas para curtir a estação mais quente do ano.

De Norte a Sul do Espírito Santo, passando pelas regiões da Grande Vitória, Serrana e do Caparaó, opção é o que não falta para se refrescar e, de quebra, ainda conhecer lugares com natureza exuberante.

Confira alguns destinos e programe o próximo passeio:

Córrego do Rio do Campo – Barra de São Francisco

1-cópia

Com este calor forte em Barra de São Francisco e região, as opções para quem não pode ir para os balneários estão nas cachoeiras.

Uma das cachoeiras que vem recebendo inúmeras famílias é no Córrego do Rio do Campo, a sete quilômetros do distrito de Monte Sinai (Vermelha), interior de Barra de São Francisco.

Este local é uma ótima opção para se banhar, se divertir e ainda existem bares para oferecer o que há de melhor. Nos bares da localidade os proprietários oferecem cardápios variados, além de cerveja, refrigerantes, sucos, picolés, entre outros.

Cachoeira do Granito – Barra de São Francisco

Várias pessoas de Barra de São Francisco e região, ao tomar conhecimento de que a Cachoeira do Granito está sendo reativada, já se programaram para passar o fim de semana no local.

O balneário de rio foi criado para amenizar o calor da grande parcela da população de Barra de São Francisco, que por algum motivo não viajam no verão.

Os banhistas já começaram a reaparecer para tomar banho, ou se refrescar no local.

A expectativa é que a a área seja mantida sempre limpa para os banhistas, pois a Cachoeira do Granito é uma ótima área para banho, divertimento, festas, entre outros entretenimentos.

Esta semana não foi possível se banhar na Cachoeira do Granito devido as fortes chuvas que caíram no município e na região. No final de semana anterior, várias pessoas foram vistas no local. A área é bem arborizada, inclusive com estacionamento para carros.

A área onde está a Cachoeira do Granito, no rio São Mateus, em Vila Paulista, pertence à família Soares, que sempre permitiu a utilização.

Depois, o local foi abandonado e somente agora está sendo reativada.

Máquinas fizeram a limpeza do antigo balneário, bem como patrolaram a estrada que faz a ligação da cachoeira com a rodovia Barra de São Francisco-Ecoporanga. E a Cachoeira do Granito volta a ser frequentada pelos banhistas, principalmente nos finais de semana.

Na época foi criada uma praia artificial e no local e chegou a fazer até o Festival de Rock e também foram realizados concursos de Garota Verão e várias outras atrações nos finais de semana, oferecendo opção de lazer para a população que não podia ir para Conceição da Barra ou Guriri.

Cachoeira Matilde (Alfredo Chaves) 

A cachoeira que possui a maior queda livre de água do Espírito Santo, com 70 metros, atrai turistas e esportistas que praticam o rapel. Antes da cachoeira, o rio ainda forma uma “praia” de água doce, em uma área de camping conhecida como Prainha.

Cachoeira Engenheiro Reeve, em Matilde, Alfredo Chaves, é uma das opções
Cachoeira Engenheiro Reeve, em Matilde, Alfredo Chaves, é uma das opções Foto: Fernando Madeira

Parque Estadual da Cachoeira da Fumaça (Alegre) 

A Cachoeira da Fumaça, que fica há 33 quilômetros do Centro de Alegre, na região do Caparaó, tem 140 metros de queda. Ela é um afluente do Rio Itapemirim, abastecendo vários centros urbanos e impressiona pela imponência.

Quantidade de água na Cachoeira da Fumaça, em Alegre, encanta internautas
Quantidade de água na Cachoeira da Fumaça, em Alegre, encanta internautas Foto: Reprodução

Cachoeira Alta (Itapemirim)

Cachoeira Alta com suas águas cristalinas são muito convidativas para o banho, fotografia e contemplação, esconde em seu interior por trás das rochas, fendas onde habitam milhares de andorinhas. A queda da cachoeira tem altitude de 100 metros. Possui ainda, uma flora diversificada e local para recreação.

Cachoeira Alta em Itapemirim
Cachoeira Alta em Itapemirim Foto: Reprodução Internet

Cachoeira Luizana

Cachoeira para banho e piscina natural; Trilha em mata nativa com mirante; Hospedagem em chalés rurais e local para acampar; Restaurante com comida caseira – por agendamento de terça a sábado e aos domingos; Recebemos grupos de até 30 pessoas para hospedagem com agendamento.

 

Cachoeira Luizana, em Pancas
Cachoeira Luizana, em Pancas Foto: Divulgação

Cachoeira de Hidrolândia (Iúna) 

Cachoeira de Hidrolândia, localizada próxima à localidade de São João do Príncipe, a sete quilômetros da BR 262, e 40 quilômetros da sede de Iúna. As águas são do Rio São Brás, que nasce no alto do Parque Nacional do Caparaó, lugar de proteção ambiental permanente.

Cachoeira de Hidrolândia em Iúna. Na foto o poço da corda
Cachoeira de Hidrolândia em Iúna. Na foto o poço da corda Foto: Edson Chagas

Vale das Cachoeiras (Pitangui e Aloisio), Viana

Piscinas naturais formadas por um conjunto de cachoeiras que proporciona aos visitantes caminhadas nas trilhas, e imersão a natureza.

Vale das Cachoeiras (Pitangui e Aloisio), Viana
Vale das Cachoeiras (Pitangui e Aloisio), Viana Foto: Everton Gonçalves

Pedra Roxa (Ibitirama) 

A cachoeira da Pedra Rocha, em Ibitirama, região do Caparaó, Sul do Estado, atrai muitos turistas nessa temporada. Com detalhe para o visual paradisíaco de águas calmas e transparentes, o local é quase uma piscina natural. A cachoiera fica no Sítio da Onça e a entrada é gratuita.

Cachoeira da Pedra Rocha, no município de Ibitirama, Caparaó
Cachoeira da Pedra Rocha, no município de Ibitirama, Caparaó Foto: Arquivo Pessoal / João Orides Marques

Cachoeira Rio do Meio (Santa Leopoldina)

A Cachoeira do Rio do Meio está localizada na comunidade que recebe o mesmo nome. Ela fica a 12 km da Barra de Mangaraí, e a 25 km da sede do município de Santa Leopoldina. Em meio à tranquilidade do interior, e com uma deslumbrante área de camping, possui estrutura com banheiro, Play Ground e completo serviço de bar.

Cachoeira Rio do Meio, em Santa Leopoldina
Cachoeira Rio do Meio, em Santa Leopoldina Foto: Reprodução Internet

Cachoeira do Caiado, Vargem Alta

Cachoeira do Caiado é uma das principais atrações turísticas de Vargem Alta. Lugar para esquecer os problemas diários e mergulhar em meio a Mata Atlântica, levando claro, a criançada para admirar os 10 metros de queda d’agua.

Cachoeira do Caiado é uma das principais atrações turísticas de Vargem Alta
Cachoeira do Caiado é uma das principais atrações turísticas de Vargem Alta

Sítio Gava – Viana

Foto: Divulgação / Prefeitura de Viana

Começando pela Grande Vitória, Viana tem um lugar que desperta a atenção pelas belezas e que possui piscinas em meio à natureza: o Sítio Gava. O local possui espaço para camping, pesque e pague e lanchonete para os visitantes. O Sítio fica aberto nos finais de semana e feriados, das 9h às 18 horas. Veja como chegar!

Fazenda Parque Vale do Moxuara – Cariacica

Foto: Divulgação

A Fazenda Parque Vale do Moxuara, localizado na Zona Rural de Cariacica, é um dos principais cartões postais do Espírito Santo. O local possui o maior complexo de esportes de aventura do estado e almoço temático com personagens ao sabor da gastronomia rústica do fogão a lenha. O parque funciona de terça a sexta, das 9h às 17 horas (R$ 20,00 por pessoa) e aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 18 horas (R$ 40,00). Veja como chegar!

Cachoeira de Buenos Aires – Guarapari

No município que abriga as praias mais famosas do Espírito Santo, um outro recanto natural está chamando a atenção dos turistas que visitam Guarapari: a cachoeira de Buenos Aires. O local fica em uma propriedade privada e não é cobrado nada para entrar. No entanto, quem puder, os donos do local recebemo valor de R$ 5 para investimentos na manutenção.

A cachoeira de Buenos Aires é também conhecida como Cachoeira do Turco ou Cachoeira do Barbudo. Para chegar até o local, os visitantes precisam seguir por uma estradinha estreita, cheia de curvas e, em seguida, uma estrada de chão.

Cachoeira de Buenos Aires, em Guarapari
Cachoeira de Buenos Aires, em Guarapari Foto: Reprodução Internet

Cachoeira da Vovó Lúcia – Alfredo Chaves

Foto: Iures Wagmaker

Chegando à região Serrana, a Cachoeira da Vovó Lúcia, em Alfredo Chaves, é apenas uma das atrações do município. Localizada em Ibitiruí, o local possui duas quedas d’água que compõe um lindo cenário onde também é possível encontrar um pequeno barzinho para degustação de bebidas e comidas típicas da região. Veja como chegar!

Cachoeiras do Caparaó

Foto: Iures Wagmaker

Localizada dentro do Parque Nacional do Caparaó, a Cachoeira Bonita é um dos locais que marcam a divisa dos estados. Do lado esquerdo, está o nosso Espírito Santo. Do outro lado, Minas Gerais. Com água super gelada, o local atrai turistas e aventureiros que visitam o parque e, consequentemente, o Pico da Bandeira. Como chegar!

Balneário de Mucurici

Foto: Divulgação/Prefeitura de Mucurici

No extremo norte capixaba, uma opção é o Balneário de Mucurici, que fica a pouco mais de 130 quilômetros do centro de São Mateus, em um percurso aproximado de duas horas. No local, uma represa construída para minimizar o problema da seca na cidade, é possível aproveitar para prática de diversas atividades esportivas, como natação, vôlei de praia, canoagem, caminhada e muito mais. Veja como chegar!

Prainha do Areia – Boa Esperança

Foto: Reprodução / Facebook

A Prainha do Areia, localizada no município de Boa Esperança, é uma espécie de praia com água doce, banhado pelo rio Cotaxé, conhecido também como Rio do Norte. A ‘praia esperancense’ possui uma faixa de areia, onde os visitantes praticam esportes ou usam para acampamento. Saiba como chegar!

Lagoa Juparanã – Linhares

Foto: Blog É Logo Ali/Folha Vitória

Localizada entre três municípios, Linhares, Sooretama e Rio Bananal, a Lagoa Juparanã faz juz ao nome, que em tupi significa “Mar de Água Doce”. São 90 km de perímetro, 38 km de comprimento por 3 km a 5 km de largura, possui 63.7229 km2 de espelho d’água e profundidade máxima de 30 m. Veja como chegar!

Com informações de Iures Wagmaker / Folha Vitória

Veja também:

Quer passear? Veja 8 lugares para conhecer em cada final de semana de janeiro no ES!

Relembre um dos momentos festivos na Cachoeira do Granito – Barra de São Francisco

VERÃO: Barra de São Francisco oferece lazer para quem não vai viajar