A 3ª Companhia do Batalhão da Polícia Militar Ambiental (BPMA) realizou, nesta terça-feira (22), operação náutica em toda a extensão do Rio Cricaré, entre os municípios de São Mateus e Conceição da Barra, com o objetivo de prevenir e reprimir crimes ambientais no âmbito da pesca.

Durante a fiscalização, os militares flagraram na localidade de Barreiras, Conceição da barra, dois homens identificados como L.S.S. E A.G.S. realizando pesca com apetrecho considerado ilegal no período da piracema, varas de pesca com molinete e 4,8kg de pescado diversos em desconformidade com o tamanho previsto em lei.

Em continuidade aos trabalhos de fiscalização, durante o trajeto também foram recolhidos 1.350 metros de rede de pesca, que se encontravam armadas ao longo do curso do rio, bem como uma tarrafa, apetrecho que também tem seu uso proibído neste período, porém não foi possível identificar os proprietários das redes e da tarrafa de pesca recolhidas no rio Cricaré.

Os acusados flagrados inicialmente, juntamente com o material apreendido durante toda a operação foram encaminhados ao plantão policial na Delegacia de Polícia Civil do município de São Mateus, para as providências necessárias.

O comandante da 3ª CIA/BPMA, capitão Fabrício Pereira Rocha, salienta que está em vigor o período de piracema no estado do Espírito Santo, conforme a instrução normativa do IBAMA nº 195/08, e quem for flagrado realizando atividade de pesca irregular, será responsabilizado na esfera criminal, conforme a lei federal 9.605/1998, bem como na esfera administrativa (lavratura de multas), além de ter os apetrechos de pesca apreendidos.

As denúncias de crimes ambientais podem ser realizadas pelo telefone 181 ou pelo site www.disquedenuncia181.es.gov.br onde a identidade do denunciante permanecerá em sigilo absoluto.