A Secretaria de Cultura e Turismo de Nova Venécia, em parceria com a pasta da Educação, promoveu, na tarde da última quinta-feira (14), o projeto de Educação Patrimonial e Patrimônio Fotográfico de Nova Venécia. A ação aconteceu com a exposição de mais de 3 mil imagens do município, feitas entre 1960 e 1990.

Além das fotos, a exposição também contou com folders e banners de acervos culturais e históricos de Nova Venécia.

A exposição recebeu visita de servidores municipais, estudantes e várias pessoas que passaram pelo local, entre elas o secretário de Cultura e Turismo, Anderson Sabino, o chefe de gabinete, Celso Calvi, o fotógrafo, Manoel da Foto, o historiador, Rogério Frigério Piva, entre outros.

Na ocasião, Sabino falou sobre a importância do evento. “Esse é um momento importante para a história do município. Um trabalho que vai proporcionar maior visibilidade de um contexto histórico e cultural de uma sociedade. É preciso agir no presente para construir o futuro e para isso, é necessário conhecer a nossa trajetória histórica”, disse o secretário.

O evento contou com o apoio da Associação dos Arquivistas do Estado do Espírito Santo, Departamento de Arquivologia Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas e Start Produções e Eventos.

O projeto

O projeto Patrimônio Fotográfico de Nova Venécia tem como objetivo proporcionar maior visibilidade ao acervo iconográfico que se encontra na biblioteca, visando disponibilizar aos pesquisadores e população em geral, com interesse na história cultural do Espírito Santo, acesso às imagens e informações do contexto fotográfico da cidade.

O acervo iconográfico é composto por aproximadamente três mil imagens que retratam a história da cidade e faz referência a gestão de diversos prefeitos no período compreendido entre 1960 e 1990, como também documentam fatos relacionados a eventos, solenidades, exposições e acontecimentos da municipalidade.

O fotógrafo e morador de Nova Venécia, Manoel da Foto, esteve presente na exposição e falou sobre sua participação. “Desde a década de 80 estou em Nova Venécia fotografando os principais eventos e me sinto parte dessa construção histórica. É motivo de muito orgulho para mim ser autor de várias fotos desse acervo”, disse o fotógrafo.

A descrição e o tratamento do acervo foi realizado por uma equipe multidisciplinar com base na Norma Brasileira de Descrição Arquivística – NOBRADE, um trabalho minucioso que contou com a consultoria Técnica de João Carlos Furlane e os pesquisadores Diovani Favoreto, professor do município e historiador Rogério Piva, André Malverdes, Clara Zandomênico, os arquivistas Anderson Gomes e Marcos Paulo Bastos, a agente cultural, Andressa da Silva, e a pedagoga, Jéssica da Silva Pereira, coordenados por Geovane José de Oliveira.

Todo o acervo fotográfico pode ser conferido no site: http://patrimoniofotograficonovavenecia.blogspot.com/ e na própria biblioteca de Nova Venécia.

Continua

A exposição continua de segunda a sexta-feira, no Hortomercado Municipal de Nova Venécia, das 8h às 17h, e vai até o final do ano.