O ano de 2018 encerra-se com a entrega dos três primeiros trechos duplicados da BR-101, sendo eles: Anchieta (entre os km 363 e 365), João Neiva (km 205,4 ao 207,9) e Ibiraçu (km 215,9 ao 220,4).

Foto: Foto Divulgação
Trecho João Neiva

As obras aconteceram após a obtenção das licenças ambientais e autorizações judiciais relacionadas à liberação da ocupação irregular da faixa de domínio – área pertencente à União que fica às margens da rodovia –, pleiteada pela Eco101, concessionária responsável por administrar 475,9 quilômetros da BR-101.

Para acelerar a execução da duplicação, a empresa solicitou o licenciamento simplificado aos órgãos ambientais, baseado na portaria 289/2013, do Ministério do Meio Ambiente.

Foto: Foto Divulgação
Duplicação de Anchieta

Já o processo de licenciamento ambiental do trecho sul, entre os municípios de Viana e Guarapari (km 305 ao 335), iniciado em 2011, teve sua liberação pelo órgão competente somente em março deste ano, tendo início em seguida, em maio, as obras na região.

Devido a essa demora, a concessionária reprogramou todo o cronograma de atividades de ampliação da via. Está em andamento também neste momento as obras em Iconha (entre os km 373,5 e 380,3), incluindo o Contorno, que se encontra em fase final.

Foto: Foto Divulgação

A Eco101 informa que, nesses cinco primeiros anos de concessão, já realizou investimentos da ordem de R$ 1,2 bilhão na BR-101, aplicados em serviços operacionais, obras de manutenção e ampliação, e ações sociais e educacionais visando à conscientização dos usuários da rodovia e à redução de acidentes.