Os criminosos presos por envolvimento na tentativa de assalto à agência do Sicoob de Barra de São Francisco e no sequestro da família de um funcionário da agência são suspeitos de roubarem outros bancos da região e também no Estado de Minas Gerais. A informação é da Polícia Civil.

Segundo a Polícia Militar e a assessoria do Sicoob, a quadrilha sequestrou a família de um funcionário do banco na noite de domingo (23). Na manhã de segunda-feira (24), dois suspeitos levaram o homem até a agência, que fica no Centro da cidade, pois queriam ter acesso ao cofre. No momento da ação havia 12 pessoas no banco, que foram feitas reféns. No entanto, o sistema de segurança do local acionou a PM, que agiu rápido e conseguiu impedir o assalto.

Houve até troca de tiros na rua entre a polícia e os bandidos. O tiroteio aconteceu depois que um dos acusados tentou fugir, informou a PM. Moradores ficaram em pânico com o assalto e os tiros em plena manhã da véspera de Natal.

Os militares fizeram um cerco e prenderam três criminosos logo após o crime. Mais tarde, outras três pessoas envolvidas foram detidas na cidade e também em Mantena (MG). Com os bandidos foram encontradas duas pistolas 9 mm, de fabricação turca.

Apesar do tiroteio e da violência da ação criminosa, ninguém ficou ferido. A família sequestrada foi libertada, assim como as pessoas que estavam na agência no momento da tentativa de assalto.

Por conta do crime, o banco foi fechado para o atendimento ao público. Apenas o autoatendimento funcionou na segunda-feira. Segundo o Sicoob, a agência abrirá normalmente nesta quarta-feira (26).

Prisões

Em nota, a Polícia Civil informou que nove pessoas foram conduzidas à Delegacia Regional de Barra de São Francisco na segunda-feira (24) para prestar esclarecimentos. Três foram ouvidas e liberadas. Os seis suspeitos, sendo uma mulher, foram autuados em flagrante por extorsão mediante sequestro, tentativa de homicídio, tortura e roubo. Os cinco homens foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Domingos do Norte. A acusada foi levada para o CDP de Colatina.

“O caso seguirá sob investigação da Polícia Civil. Outras informações não serão repassadas, no momento, para não atrapalhar as investigações. Denúncias que auxiliem no trabalho da polícia e contribuam para a identificação de suspeitos podem ser feitas por meio do Disque-Denúncia 181 ou pelo disquedenuncia181.es.gov.br. O sigilo e o anonimato são garantidos”, destaca a nota.

Veja também

Polícia frustra tentativa de assalto em Barra de São Francisco

Após tiroteio, Polícia Militar cerca agência do Sicoob de Barra de São Francisco

“Será que é por causa da minha cor?”, lamenta cliente confundido com bandido na tentativa de assalto ao Sicoob de Barra de São Francisco

A tentativa de assalto

De acordo com a polícia militar de Barra de São Francisco, uma facção criminosa agiu no domingo (23) e sequestrou o funcionário do Banco Sicoob (Jeferson), que ficou nas mãos dos criminosos até a manhã desta segunda-feira.

No momento que Edmar Cabral, que reside no Córrego do Boi, interior de Barra de São Francisco, foi ao banco Sicoob sacar um dinheiro no caixa eletrônico, foi rendido por um dos criminosos, tendo uma arma apontada para sua cabeça.

No centro da cidade, em frente o “Rosana Hotel”, o gerente da Mol Motos de Barra de São Francisco, Marcone Santos, estava dentro do seu veículo com sua esposa e uma criança. Um dos assaltantes ordenou que Marcone sentasse no banco de trás do veículo. Marcone segurou o desconhecido que estava armado. Houve disparos de arma de fogo que só atingiram o veículo. Marcone, sua esposa, a criança e Edmar foram resgatado.

Assalto ao Banco do Brasil de Barra de São Francisco

Em 1991, um assalto ao Banco do Brasil marcou a vida de moradores de Barra de São Francisco. Na manhã desta segunda-feira, 24 de dezembro de 2018, com o assalto ao Banco Sicoob, muitos francisquenses relembraram os momentos de terro que viveram na época.

Veja aqui mais detalhes sobre o assalto ao Banco do Brasil de Barra de São Francisco.

Fotos e vídeos enviados pelos internautas

ARMAS APREENDIDAS PELA POLÍCIA MILITAR.
POLÍCIA AGIU RÁPIDO
Um dos bandidos foi preso após troca de tiros com a polícia na Av. Jones dos Santos Neves, no centro de Barra de São Francisco
Agência do Sicoob ficou cercada pela Polícia Militar de Barra de São Francisco
TENENTE CHAGAS CONSEGUIU COM INTEGRANTES DA POLÍCIA MILITAR RETIRAR DAS MÃOS DOS ASSALTANTES OS REFÉNS.
EDMAR CABRAL MORADOR DO CÓRREGO DO BOI, INTERIOR DE VARGEM ALEGRE, EM BARRA DE SÃO FRANCISCO, FOI RENDIDO PELO CRIMINOSO.
VEÍCULO FOI ALVEJADO COM DISPAROS DE ARMA DE FOGO
VEÍCULO ONDE ESTAVA MARCONE, QUE CHEGOU A SEGURAR UM DOS ASSALTANTES.
CENTRO DA CIDADE FICOU MUITO MOVIMENTADO E ÁREA FOI ISOLADA PELA POLÍCIA.
Polícia Militar cerca agência do Sicoob de Barra de São Francisco

9 suspeitos foram conduzidos para a Delegacia de Barra de São Francisco. 3 foram ouvidos e liberados, 6 permanecem presos
Efetivo da Polícia Militar cercou a agência do Sicoob de Barra de São Francisco

Um dos bandidos foi preso após troca de tiros com a polícia na Av. Jones dos Santos Neves, no centro de Barra de São Francisco. Foto: Reprodução / SiteBarra
Um dos bandidos foi preso após troca de tiros com a polícia na Av. Jones dos Santos Neves, no centro de Barra de São Francisco. Foto: Reprodução / SiteBarra
Um dos bandidos foi preso após troca de tiros com a polícia na Av. Jones dos Santos Neves, no centro de Barra de São Francisco. Foto: Reprodução / SiteBarra
Um dos bandidos foi preso após troca de tiros com a polícia na Av. Jones dos Santos Neves, no centro de Barra de São Francisco. Foto: Reprodução / SiteBarra
Um dos bandidos foi preso após troca de tiros com a polícia na Av. Jones dos Santos Neves, no centro de Barra de São Francisco. Foto: Reprodução / SiteBarra
Um dos bandidos foi preso após troca de tiros com a polícia na Av. Jones dos Santos Neves, no centro de Barra de São Francisco. Foto: Reprodução / SiteBarra
Um dos bandidos foi preso após troca de tiros com a polícia na Av. Jones dos Santos Neves, no centro de Barra de São Francisco. Foto: Reprodução / SiteBarra
Veículo do gerente da Mol Motos, Marcone Santos, foi atingido por tiros. Ninguém se feriu
Movimento intenso em frente à agência do Sicoob de Barra de São Francisco