Neuza Helena Bastos, de 42 anos, conta que chegou a ter o procedimento marcado, mas ele nunca foi realizado.

Mulheres enfrentam fila para fazer exame de câncer de mama
Mulheres enfrentam fila para fazer exame de câncer de mama

Por Eliana Gorritti, TV Gazeta

Uma dona de casa espera desde 2007 por uma cirurgia para tentar amenizar as dores que sente causadas pela endometriose, uma doença ginecológica que causa fortes cólicas e pode provocar até infertilidade.

Neuza Helena Bastos, de 42 anos, conta que chegou a ter o procedimento marcado, mas ele nunca foi realizado.

Neuza Helena Bastos, de 42 anos — Foto: Roberto Pratti/ TV Gazeta
Neuza Helena Bastos, de 42 anos — Foto: Roberto Pratti/ TV Gazeta

A dor que sinto é muito intensa. Vivo a base de remédios, injeções e tem sido bastante difícil viver dessa maneira. Já passei por inúmeras unidades de saúde e hospital e até agora nada de respostas. Eles me pedem exames e quando os levo me dizem que não existem vagas disponíveis.

Por conta da enfermidade, Neuza relata que já teve três abortos espontâneos. Segundo ela, desde 2007 ela vem tentando conseguir a cirurgia, que custa cerca de R$ 5.500. Contudo, mesmo possuindo os exames exigidos para a realização do procedimento, o que ouve são apenas promessas.

Um hospital falou que eu poderia apresentar os exames lá em janeiro que a cirurgia seria feita, porém, quando busco mais informações, não me passam a data exata. Não sei em janeiro de qual ano eles estão falando. Além disso, estive no Hospital das Clínicas fazendo um exame e a menina que trabalha lá disse que me responderia na outra semana, mas isso já vai fazer dois meses e até agora nada.

Drama compartilhado

O drama de Neuza também é compartilhado pela dona de casa Ana Lúcia da Silva. Ela sente fortes dores no joelho direito, depende de muletas para conseguir andar e há cinco anos tenta uma cirurgia no SUS. Para piorar, Ana já teve cinco procedimentos cancelados sem sequer receber explicações.

Ana Lúcia espera por cirurgia — Foto: Roberto Pratti/ TV Gazeta
Ana Lúcia espera por cirurgia — Foto: Roberto Pratti/ TV Gazeta

Sinto muitas dores no joelho, no quadril, nas pernas, nos joelhos. É como se muitas agulhas estivessem me machucando. Me sinto triste com isso, pois trabalhei tanto, paguei meus impostos e agora não tenho sequer o direito de poder cuidar da minha saúde, de poder fazer uma cirurgia.

Hospital

O Hospital Estadual Dório Silva, localizado na Serra, informou que a dona de casa Ana Lúcia da Silva recebe tratamento periódico no local.

Sobre a cirurgia, a direção do hospital falou que em um prazo de 90 dias materiais cirúrgicos devem chegar na unidade de saúde para que o procedimento seja feito.

Secretaria de Saúde

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) foi questionada sobre a previsão para a cirurgia da Neuza, porém, a secretaria ainda não respondeu.