Manifestação acontece na manhã desta quinta-feira (8), no Centro de Vitória. Após determinação judicial, a Juliana Salles deixou o Centro Prisional Feminino de Cariacica nesta madrugada.

Família faz protesto no Centro de Vitória contra soltura de pastora, no Espírito Santo — Foto: André Falcão/ TV Gazeta

O pai e a avó de Kauã, um dos irmãos que morreu no incêndio dentro de uma casa de Linhares, no Norte do Espírito Santo, fizeram um protesto no Centro de Vitória, na manhã desta quinta-feira (8). A família é contra a soltura da mãe das crianças Juliana Salles, que aconteceu nesta madrugada.

A pastora Juliana Salles, mãe dos irmãos Kauã e Joaquim, saiu do Centro Prisional Feminino de Cariacica, por volta das 3h desta quinta-feira (8). Ela estava presa desde o dia 20 de junho, mas foi solta após uma decisão da Justiça.

O pai de Kauã, Rainy Butkovsky, afirmou que não teve acesso ao processo que corre em segredo de justiça e não pode colocar o advogado da família na última audiência, que aconteceu no dia 23 de outubro e contou com a presença dos pastores.

“Nosso protesto é pela indignação e revolta pela Juliana ter sido solta depois do próprio juiz declarar que ela se uniu com Georgeval para ceifar a vida das crianças e aumentar a arrecadação de fiéis. O juiz ainda declara que ela foi omissa pela morte das crianças e os abusos”, diz Rainy.

O pai ainda informou que o advogado entrou com recurso para reverter a decisão do juiz que soltou Juliana.

A mãe da menina Thayná de Jesus, que foi estuprada e morta, Clemilda de Jesus, participou do protesto por apoio e solidariedade a família. Ela cobra um posicionamento da justiça sobre a soltura.

“É uma dor muito grande por saber que em 2016 o Ademir (acusado de estuprar e matar Thayná) estava preso e soltaram ele. Em um momento como esse, eles tinham que dar uma satisfação do porquê de estar soltando ela (Juliana) se foram eles que falaram para a sociedade que ela era culpada”.

O pastor Georgeval Alves segue preso no Centro de Detenção Provisória de Viana.

Guarda Municipal retira material usado para fechar pista em protesto contra a soltura de pastora — Foto: Chico Calente/ G1
Guarda Municipal retira material usado para fechar pista em protesto contra a soltura de pastora — Foto: Chico Calente/ G1

Fonte: G1 ES