A Polícia Militar de Minas Gerais informou que o candidato foi esfaqueado quando estava na Rua Halfeld. Segundo a polícia, o autor foi preso. O candidato Bolsonaro foi conduzido para a Santa Casa de Juiz de Fora.

Segundo a PF, o candidato ‘contava com a escolta de policiais federais quando foi atingido por uma faca durante um ato público na cidade de Juiz de Fora/MG’. Um dos seguranças que estavam com Bolsonaro sofreu um corte na mão.

O Senador Magno Malta (PR), publicou uma foto fake que liga o agressor ao PT e ao ex-presidente Lula, veja aqui

Confira os vídeos com o momento da agressão:

 

Suspeito disse que atentado contra Bolsonaro foi ‘a mando de Deus’, segundo boletim de ocorrência

Por Carlos Amaral, TV Globo

Suspeito diz que atentado contra Jair Bolsonaro foi cometido 'a mando de Deus', segundo boletim de ocorrência da Polícia Civil de Minas Gerais (Foto: Reprodução/Polícia Civil de Minas Gerais)
Suspeito diz que atentado contra Jair Bolsonaro foi cometido ‘a mando de Deus’, segundo boletim de ocorrência da Polícia Civil de Minas Gerais (Foto: Reprodução/Polícia Civil de Minas Gerais)

O suspeito de esfaquear o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) disse em alguns momentos à polícia, durante conversa após ser preso, que o crime “foi a mando de Deus”.

Jair Bolsonaro levou uma facada na região da barriga durante um ato de campanha em Juiz de Fora, na Zona da Mata de Minas Gerais, na tarde desta quinta-feira (6). Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, está preso e confessou o crime.

Em depoimento à polícia, Adélio disse que o ataque contra Bolsonaro foi ‘a mando de Deus’, segundo boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar.

“Em conversa com o autor, este nos informou que saiu de casa com uma faca de uso pessoal afim de acompanhar a comitiva, e no melhor momento pudesse, tentar contra a vida do candidato, assim tendo feito no momento em que a comitiva passava pela Rua Batista, por achar ser o mais oportuno”, diz trecho do boletim de ocorrência.

Continua o boletim de ocorrência: “Nos afirmou ainda que o motivo do intento se deu por motivos pessoais, os quais não iríamos entender, dizendo também em certos momentos que foi a mando de Deus. As testemunhas disseram à polícia que “o candidato estava sobre os ombros de um homem, momento em que o autor aproximou com a faca em uma das mãos, enrolada aparentemente em uma camisa de cor clara.”

Estado de saúde

Bolsonaro foi levado à Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora. O hospital informou que ele deu entrada na emergência por volta de 15h40, com “uma lesão por material perfurocortante na região do abdômen”.

Inicialmente, um de seus filhos, o deputado estadual Flavio Bolsonaro, afirmou que o ferimento havia sido superficial, mas exame indicou a suspeita de uma lesão no fígado. Ele foi encaminhado para cirurgia, e os médicos constataram que não houve lesão no fígado, mas houve lesões no intestino. O estado de Bolsonaro é considerado estável.

Adelio Bispo de Oliveira, suspeito de ter dado facada em Bolsonaro (Foto: Reprodução/GloboNews)
Adelio Bispo de Oliveira, suspeito de ter dado facada em Bolsonaro (Foto: Reprodução/GloboNews)

INFOGRÁFICO: Bolsonaro leva facada em Minas  (Foto: Roberta Jaworski e Alexandre Mauro/G1)
INFOGRÁFICO: Bolsonaro leva facada em Minas (Foto: Roberta Jaworski e Alexandre Mauro/G1)