O cantor e compositor Juliano Gauche, filho de Devaldir Ferreira de Paula e Sônia Regina Moreira Silva é o entrevistado do mês de junho pelo site agitaeco.

Juliano é natural de Ecoporanga, noroeste do estado do Espírito Santo, hoje está morando em São Paulo, e explanou um pouco de sua trajetória no mundo da música. Gauche que fez parte de uma das mais lembradas bandas de Ecoporanga, a Banda Revólver, sucesso em meados dos anos 90, o seu estilo de música, o rock, revolucionou a juventude ecoporanguense daquela época.

Uma das músicas mais lembradas é “Domingo na Praça”, de autoria de Dante Ixo, letra que fala de Zé Negão (In Memoriam), com um refrão marcante “Maria não tem dono não é de ninguém, ninguém é de ninguém, sorte assim nesse mundo é para quem tem”.

Juliano compôs várias músicas que fizeram grande sucesso, por diversas vezes os jovens escreviam suas músicas baseadas em seus romances da época.

A banda teve sua formação inicial com, Juliano, Adrinark, Adonai e Renato, três dos integrantes seguiram outros rumos na vida, mas Juliano seguiu e já fez parte de várias bandas na cidade de Vitória, hoje tem sua carreira solo, e faz shows por toda a cidade de São Paulo.

Arnaldo Antunes no centro da foto

Confira a entrevista com Juliano Gauche:Aos seus longos 23 anos de carreira no mundo da música, Gauche já teve a honra de dividir noites com vários artistas populares, como: Edgar Escandurra, do Ira, Lenine, Nando Reis e Arnaldo Antunes.

Juliano é gratificante ver você se destacar com seu trabalho como músico, sabendo que não foi fácil, nos conte um pouco como seu interesse pela música surgiu?

Meu trabalho com a música começou, oficialmente, em Ecoporanga, quando o amigo Genibaldo Próquio Lúcio, então diretor da escola Pio XII, emprestou seu estúdio para que eu ensaiasse com minha banda, que na época se chamava REVÓLVER. Foi ele quem também conseguiu nosso primeiro show, na praça central, durante a inauguração da primeira rádio de Ecoporanga.

Quem se lembra de você morando ainda em Ecoporanga sabe que sua paixão pela música é desde pequeno, quem são as pessoas que sempre acreditaram em você e te apoiaram ?

Minha paixão pela música começou com meu pai, Devaldir Ferreira de Paula, que sempre ouvia músicas em casa, ou tocava acordeon, chamando minha atenção para este ou aquele arranjo. Foi ele quem mais me apoiou quando comecei a tocar. Chegando até a me dispensar dos trabalhos na oficina dele, onde eu aprendia a pintar carros. Depois fui para Vitória. Lá fiz parte da banda Solana, com quem gravei três discos. E desde 2010 estou morando em São Paulo, onde tenho trabalhado como artista solo. De lá para cá já lancei mais três discos: uma chamado “JULIANO GAUCHE” em 2013, outro chamado “NAS ESTÂNCIAS DE DZYAN” em 2016, e recentemente lancei o disco “AFASTAMENTO”.

A Banda Revólver foi um grande sucessos nos anos 90, banda que revolucionou o Rock na cidade, como foi o início da banda ?

esquerda(Sérgio Benevenuto, (meio) Juliano, direita (Dante Ixo) ano 1999

Um aspecto importante nessa história de fazer música, foi quando comecei a estudar na região central de Ecoporanga, na quinta série, no colégio Polivalente. Pois até então meu universo se resumia à Vila Nova, bairro onde cresci. Com a mudança, comecei a conhecer pessoas que foram me transformando, a primeira delas foi o Seliomar Pereira, que na época era chamado de Lobão, ele me deu as primeiras lições sobre o que era o rock, e me apresentou pessoas como o Silmar Saraiva, Adalberto Albino e Marcos Eugênio (conhecido como Kim Kaveira), estes foram os primeiros artistas de verdade que conheci. Foi o Seliomar quem também me deu a ideia de chamar o Dante Ixo (ou Adrinark Fraga, como foi batizado) para fazer música. O Dante me apresentou o Adonai José Cruz e o Renato Santos Pereira. E juntos formamos a Banda Revólver.

Quais seus planos para o futuro?

Para o futuro, estou escrevendo um filme, baseado em uma história que passou de geração em geração da minha mãe, ela me contou essa história “O conto do homem cavalo”, estou trabalhando nesse projeto.

O site agitaeco agradece ao Juliano Gauche pela oportunidade de conceder a entrevista, sabemos do seu grande talento e dedicação pela música. Desde já, pedimos aos amigos leitores deste site para que liguem para a rádio local e peçam para tocar as ótimas músicas de Juliano. Mais um ecoporanguense se destacando pelo Brasil.

Você encontra todas as músicas e vídeos de Juliano em seu site.

Entrevista: Agitaeco / Junior Sapo’s