Por Valmer Simões

Ninguém jamais poderia imaginar o tamanho da amizade que o Policial Militar cabo Amauri LOPES de Carvalho tinha na cidade de Mantenópolis/ES.

Cabo Lopes, policial militar há quase 20 anos, lotado no Destacamento Policial de Mantenópolis/ES, sentiu mal e foi internado no Hospital doutora Rita de Cássia na cidade de Barra de São Francisco-ES, se encontrava na UTI daquela unidade, estando sedado por mais de três dias, tendo uma melhora significativa, momento em que foi suspensa a sedação, após dois dias voltou a piorar seu estado de saúde. De novo teve ser sedado e não aguentando mais, veio a falecer na madrugada deste domingo 15 de outubro de 2017 .

Veja matéria sobre a morte do Cabo Lopes

Cabo Lopes, por ter familiares em Barra de São Francisco-ES, foi velado no domingo (13) de 13 ás 17horas, na capela mortuária daquela cidade, sendo transladado para a 2ª igreja Batista da cidade de Mantenópolis-ES, onde continuou o velório até ás 11h desta segunda-feira (16), sendo sepultado por volta das 11:30h, no cemitério de Mantenópolis.

Lopes, pai de quatro filhos, trabalhava há aproximadamente 15 anos no DPM de Mantenópolis-ES, chegou na cidade mantenopolitana em 2002, era divorciado, conheceu Lenilza, com quem teve seu segundo casamento, que já durava 13 anos, com ela teve dois filhos.

Na Policia Militar do Espirito Santo (PMES), há mais de 19 anos, 15 anos dedicados ao município mantenopolitano, foi transferido de Barra de São Francisco-ES para Mantenópolis em 2002 e nunca mais trabalhou em outra cidade, a não ser em escalas de policiamento de verão, em outros municipios.

Policial dedicado, com vários elogios em sua ficha funcional, evangélico, além de servir na PMES, dedicou-se a serviços sociais preparando crianças e adolescentes para vida adulta, sendo técnico de time de futebol infantil (Arsenal).

O falecimento de Lopes trouxe grande comoção, uma perda irreparável, um amigo e conhecido do povo mantenopolitano, tanto pelo ótimo serviço prestado como Policial Militar, como pelo seu empenho e dedicação com os seus alunos do time de futebol Arsenal. O comércio fechou as portas, uma multidão acompanhou o cortejo fúnebre até o cemitério, onde foi sepultado.