Por Cristiano Stefenoni

Está nas mãos do Ministério do Planejamento a decisão sobre muitos concursos públicos do Poder Executivo. Isso porque na última semana foi o prazo final para que os pedidos fossem enviados com a possibilidade de serem incluídos no Orçamento 2018. Agora, resta saber o que será ou não liberado, para alívio de muitos concurseiros.

As vagas são nas mais diversas áreas de atuação e diferentes escolaridades. Alguns desses pedidos de concursos federais já estavam protocolados e tramitando na pasta, como PF, PRF, Bacen, MTE, AGU, Dnit e CVM. Confira a seguir quais pedidos seguem e já seguiam em análise pelo MPOG:

  • Polícia Federal
  • Polícia Rodoviária Federal
  • Ministério da Fazenda
  • Banco Central
  • MTE
  • AGU
  • Dnit
  • CVM
  • Ministério do Meio Ambiente – concursos para o próprio Ministério, Ibama, ICMBio e Fundação Jardim Botânico do Rio de Janeiro
  • MEC
  • Biblioteca Nacional
  • Funarte
  • Aneel
  • Fundação Casa de Rui Barbosa
  • Ministério da Cultura
  • Ministério dos Direitos Humanos
  • Fundação Cultural Palmares
  • INPI
  • Cnen
  • ANA
  • ANTT
  • Funai
  • Funasa
  • Comando da Marinha (Hospital Naval Marcílio Dias)
  • Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços
  • Inmetro
  • Ancine
  • Iphan
  • Ibram
  • Ministério de Minas e Energia
  • Cesipam
  • Hospital das Forças Armadas
  • Ministério dos Esportes

Outros órgãos devem ter concurso ainda este ano
Vale destacar que os tribunais possuem autonomia para realizar concursos. O Superior Tribunal Militar (STM), por exemplo, segue definindo o estudo referente à necessidade de redimensionamento de servidores para a Justiça Militar da União, que será feito por meio de um novo concurso público em 2017.

O órgão conta com 41 cargos vagos. As carreiras contempladas serão as de técnico, com nível médio e ganhos de R$7.260,41, e analista, com formação superior e remuneração de R$11.345. Outro órgão que possui autonomia é o Ministério Público da União (MPU), cujo edital está previsto para agosto.

O ministério e o Cebraspe vêm se reunindo para assinarem contrato. Outra pendência é a definição da oferta de vagas, que, segundo o MPU, acontecerá perto da divulgação do edital, já que há concurso válido para os cargos até 5 de agosto. O novo concurso do MPU será para técnico administrativo (nível médio; R$7.260,41) e analista em Direito (superior na área; R$11.345,90). A previsão do órgão é começar a dar forma ao documento logo após a definição da organizadora, também prevista para este mês.