A primeira impressão pode ser estranha sobre esse projeto, mas a intenção deve ser levada em conta. Justin Crowe abriu a Chronicle Cremation Designs em outubro deste ano com o objetivo de fazer louças e outros artigos de cerâmica feitos de cinzas de entes queridos.

A ideia nasceu depois que  ele presenciou o falecimento de seu avô dentro de casa. Por ter ficado tão próximo a morte, a ideia de mortalidade acabou se normalizando. O jovem de 28 anos quis, então, passar essa mesma sensação para outras pessoas e resolveu iniciar o trabalho. A história é contada pelo  Catraca Livre.

Para isso, Crowe comprou ossos humanos pela internet – vendidos, normalmente, para profissionais da área de saúde ou colecionadores – e adquiriu 200 de pessoas diferentes.

Como celebração da inauguração do projeto, o jovem chamou colegas para utilizar os novos itens durante um jantar e os convidados ficaram encantados com a ideia.

961d95ef4be548a8df858f50c78043fb3734bcfba5814ee9b47363bf615ec626a0bc27e728fd2302ac59f647d4c10459dd71e634f490f5ffae2993904a20b8b5