O ano de 2016 começa nesta sexta-feira e a preocupação com a crise hídrica que começou em 2015 deve permanecer, pelo menos, até o início do próximo ano. Nas regiões Norte e Noroeste, pelo menos 12 municípios estão racionando água.

De acordo com João Pires, coordenador da Cesan em Barra de São Francisco, a população deve economizar água o máximo possível. “Vamos racionar água das 11 as 21 horas, pois o nosso manancial está muito baixo, podendo faltar água na nossa cidade. Temos que diminuir o consumo de água urgente“, destacou João Pires.

SiteBarra+Barra+de+Sao+Francisco+854_2343723055646283_6075841883269004213_n0

Na região Norte o racionamento está acontecendo em Ibiraçu (18h às 6h, em dias alternados); Rio Bananal (7h às 7h, alternado entre os dois bairros da cidade: Santo Antônio e São Sebastião); Conceição da Barra (6h às 18h); Pedro Canário (na sede do município das 20h às 6h); Sooretama (18h às 6h) e no distrito de Santa Cruz, em Aracruz, a água está sendo transportada por caminhões para a estação de tratamento para continuar a distribuição através do sistema de rodízio.

Já na região Noroeste os municípios são Barra de São Francisco (11h às 21h); Ecoporanga (7h às 21h), em dias alternados para duas áreas da cidade; Mantenópolis (na sede do município e no distrito de Santa Luzia, das 13h às 18h); Boa Esperança (18 às 6h); Vila Pavão (na sede do município das 19h às 8h) e Marilândia (13h às 7h, alternando entre os bairros da sede do interior).

E para não ficar sem água a solução é economizar. Um exemplo é o da dona de casa Clauzinete Faé Macedo. Ela mora em Marilândia e utiliza a mesma água para diversas atividades domésticas.

“Lavo roupa e aproveito a água para molhar planta, lavar calçada, passar pano na casa. Essa situação não é fácil, a gente tem que tomar banho rápido, às vezes queria tomar outro antes de deitar e agora não posso. Está muito difícil, mas tem que falar que está bom porque não estou sem água”, disse.

A Cesan pede que a população economize água e evite o desperdício. Não há previsão para que o abastecimento nesses municípios seja normalizado, por conta da estiagem e da crise hídrica.

Abastecimento está normalizado em Conceição da Barra

Por meio de nota, a Cesan informou que o abastecimento de água em Conceição da Barra está normalizado, captando água no rio Cricaré com vazão de 86 l/s e com auxílio de cinco poços profundos com vazão total de 40 l/s.

Além disso, a Cesan investiu na construção de um reservatório de 1,7 milhão de litros de água tratada, bem como programou equipes de plantão e uso de geradores de energia para garantir o abastecimento. Se o nível de salinidade do Rio Cricaré se mantiver, a expectativa é que o abastecimento não sofra impactos.

Em Itaúnas, no mesmo município, a produção de água vai aumentar e a ETA local passará a operar 18 horas por dia, tratando a água de quatro poços profundos.