2013-08-14-08.20.54A CDL – Câmara de Dirigentes Logistas de Barra de São Francisco, vem recebendo duras críticas de alguns francisquenses, pela promoção de uma ação classificada por eles como de cunho consumista.

Em tempos de crise financeira, crise hídrica, entre outros problemas enfrentados pela população da cidade e região, muitas entidades desenvolvem campanha para ajudar a recuperar a dignidade de muitas pessoas. Na contramão, a CDL ofereceu aos clientes uma campanha de fim de ano, onde “dá descontos” – em juros – para que a pessoa possa consumir mais. “Saia da inadimplência e volte a comprar”, diz o slogan da campanha. É um consumismo desenfreado.

A principal reclamação é com o tipo de desconto oferecido na campanha. A propaganda diz que o desconto é de até 90%, mas observe, nos juros e multas. Ou seja, se o consumidor já está devendo, sem condições de pagar, são adicionados a sua dívida, multa e juros. Depois do comércio calcular todo o adicional à dívida, dá um desconto no que foi adicionado. É mais ou menos a mesma situação de alguns “descontos” da Black Friday, onde no final, o consumidor acaba levando tudo pela “metade do dobro”.

Para os comerciantes, coitados, resta se contentar e aderir, pois, na esperança de aumentar as vendas de fim de ano, contam apenas com essa “força” de um órgão que os representa. Já pagam impostos absurdos, taxas das mais diversas, pagam para ser filiado ao CDL, quando tem campanha ainda têm que pagar, e o retorno é praticamente nada.

Nem todos os comerciantes aderiram. Muitos que não acreditam no sucesso e retorno com esse tipo de campanha, preferem ficar de fora e aguardar o dia em que a CDL volte a desenvolver algo que realmente venha fomentar o comércio local.