Local da represa do Córrego Socorro, principal ponto de captação de águaO fornecimento de água potável da Companhia Espirito Santense de Saneamento – CESAN,  para a população da sede de Vila Pavão,  começou a ser racionado oficialmente, nesta terça-feira, dia 29 de setembro.

Inicialmente, o racionamento vai acontecer no período noturno para garantir água potável à população no horário das 07 h às 18 h, mas,  poderá ser alterado se as condições dos reservatórios piorarem.

A decisão foi tomada devido ao baixo volume de água no principal ponto de captação do município, localizado no Córrego Socorro que atualmente responde pelo fornecimento de menos de 50% da água que abastece a sede do município.

De acordo com HebberZivianiContarato, Gestor da Cesan, a equipe de técnicos e funcionário da Estação de Tratamento Água local, vem monitorando diariamente o nível da barragem do Córrego do Socorro. Segundo ele, nessa semana a situação chegou ao um ponto crítico, então, foi encaminhado um relatório à diretoria da empresa que autorizou o racionamento no município, e de posse dessa autorização, a decisão foi informada ao Prefeito do município, EraldinoJannTesch e à Promotoria de Justiça de Nova Venécia.

De que forma será o racionamento

Antes da medida ser adotada, o fornecimento de água para os moradores da sede de Vila Pavão acontecia de forma interrupta durante 24 horas. “Se a gente continuasse nesse ritmo em poucos dias a água do Córrego Socorro estaria exaurida. Então, decidimos interromper o fornecimento após às 18 horas, voltando a liberar o fornecimento às 07 horas da manhã seguinte para que os reservatórios possam se recuperar. Essa é uma forma de garantir o abastecimento de água para a população durante o dia, mas isso, poderá ser alterado para mais ou para menos, dependendo das condições do manancial”, explicou.

Por causa da baixa vazão do Córrego Socorro, ocasionada  pela falta de chuva,  a Cesan reativou dois poços artesianos na cidade, responsáveis hoje por mais de 50% do abastecimento da cidade. A restrição no fornecimento da água potável fornecida pela Cesan é por tempo indeterminado e vai afetar residências, indústrias e prédios públicos.

 A palavra de ordem é economizar

Diante da crise de água no município, o prefeito EraldinoJannTeschencaminhou circular à todas as secretarias, departamentos e órgãos municipais pedindo a todos para economizarem água.

Para conscientizar a população a fazer uso racional da água, uma campanha de conscientização e alerta já está sendo está veiculada nas rádios locais e através de sonorização volante.

Nesse momento é importante lembrar que utilizar água potável para lavar veículos, calçadas, frente de imóveis, ruas, encher piscinas, entre outras, que não sejam para o consumo humano se caracterizam como desperdício.