Bruno Braz e Vinicius Castro

A noite deste domingo será pequena para a festa do Vasco. Depois de 11 jogos sem triunfar sobre o Flamengo – desde abril de 2012 -, o Cruzmaltino aproveitou a marcação de um pênalti duvidoso e quebrou o incômodo jejum no Maracanã. Vitória por 1 a 0 e vaga na decisão do Campeonato Carioca para enfrentar o Botafogo.

O gol de Gilberto impediu o rival de estabelecer o novo recorde de invencibilidade e colocou o Vasco na final pelo segundo ano consecutivo. A torcida estava engasgada com o adversário, principalmente após o gol irregular de Márcio Araújo, que acarretou no vice-campeonato de 2014.

Agora, o Cruzmaltino se prepara para as duas partidas decisivas contra o Botafogo. Os confrontos acontecem nos dias 26 de abril e 3 de maio. O Alvinegro tem a vantagem e joga por dois empates para levantar a taça.

CC-zOP_UIAImraZ

Fases do jogo: O início de partida apresentou dois times nervosos e erros de passes frequentes. O Vasco teve uma boa chance desperdiçada por Julio dos Santos aos 5min. Mesmo com a vantagem do empate, o Flamengo não se encolheu e buscou o ataque. A equipe explorou com frequência os lados do campo, enquanto o Cruzmaltino apostou nas bolas paradas.

Aos 18min, Everton recebeu livre na área e soltou a bomba por cima do travessão. Aos poucos, apesar de pegado, o jogo ganhou em emoção. Aos 28min, Luiz Antonio cobrou falta e a bola tocou a rede pelo lado de fora. Pouco depois, Alecsandro arrematou cruzamento para bela defesa de Martín Silva.

Apesar de menos violento do que a primeira semifinal, o jogo teve cartões amarelos distribuídos em sequência pelo árbitro Rodrigo Nunes de Sá. A primeira etapa terminou com superioridade do Flamengo.

As equipes voltaram modificadas para o segundo tempo. Arthur Maia substituiu Luiz Antonio no Flamengo. Dagoberto entrou no lugar de Marcinho no Vasco. Aos 7min, um lance polêmico. Rodrigo cabeceou. Paulo Victor fez a defesa e a bola por pouco não ultrapassou a linha do gol. Na sequência, o goleiro do Flamengo fez bela defesa em chute de Gilberto.

Aos 15min, Serginho invadiu a área, dividiu com Wallace e caiu. O árbitro apontou pênalti e gerou muitas reclamações dos rubro-negros pelo lance duvidoso. Aos 17min, Gilberto cobrou e colocou o Cruzmaltino na frente do placar.

O Flamengo ainda tentou diminuir com Gabriel aos 34min. Martín Silva defendeu. Os últimos minutos foram de um Rubro-negro afobado na tentativa do empate e de um Cruzmaltino segurando o resultado como foi possível. Fim de jogo e festa histórica do finalista Vasco.

CC-7xwaUgAAW-YD

O melhor: Guiñazu – O volante do Vasco foi incansável na marcação desde o início. Ele funcionou como o motor do time na classificação à final.

O pior: Christiano – O lateral do Vasco não foi bem no jogo, forçou passes e errou cruzamentos em demasia.

Chave do jogo: O pênalti duvidoso marcado pelo árbitro Rodrigo Nunes de Sá foi fundamental para definir o confronto a favor do Vasco.

Para lembrar: Na preliminar, Flamengo e Vasco empataram por 1 a 1. Com o resultado, o Rubro-negro decide o Campeonato Carioca sub-20 contra o Botafogo.

Flamengo x Vasco2 fotos

2 / 2

Gilberto comemora gol do Vasco contra o Flamengo na semifinal do Campeonato Carioca Fernando Soutello/AGIF

FLAMENGO 0 X 1 VASCO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo H. Corrêa (RJ) e Rodrigo Pereira Joia (RJ)
Renda: R$ 2.420.610,00
Público: 48.221 pagantes / 53.134 presentes
Cartões amarelos: Pará, Bressan e Wallace (Flamengo); Gilberto, Guiñazu, Christiano, Julio dos Santos e Rafael Silva (Vasco)
Gols: Gilberto, aos 17min do segundo tempo

Flamengo
Paulo Victor; Pará, Wallace, Bressan e Anderson Pico; Jonas, Márcio Araújo e Luiz Antonio (Arthur Maia); Everton (Gabriel), Alecsandro e Marcelo Cirino (Eduardo da Silva)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Vasco
Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Christiano; Guiñazu, Serginho, Julio dos Santos e Marcinho (Dagoberto); Rafael Silva (Bernardo) e Gilberto (Lucas)
Técnico: Doriva