vasco_rodrigo_wagner_meier_lancepress_lanima20150228_0080_52_min_febe-3768946A festa foi mesmo completa, neste sábado, em São Januário. Convocada por Falcão, a torcida praticamente lotou o estádio e empurrou o time. O Vasco se impôs, principalmente, no primeiro tempo, e venceu o Bangu por 2 a 0, com gols de Rodrigo e Luan. Novamente a partir de bolas paradas.

O início foi avassalador. O time de Doriva não deixou os visitantes respirarem. Com menos de dez minutos, Rafael Silva teve boa chance e Gilberto perdeu outras duas. Uma delas na pequena área, após ótima jogada de Julio dos Santos.Mas, pouco depois, a animação diminuiu e o Bangu acabou conseguiu avançar. As finalizações, porém, eram de longe. Matheus Pimenta tentou aos 22 minutos e Ives três minutos depois.

Como quem não faz, leva, o Vasco voltou aos perigosos cruzamentos do início da partida, Bernardo cobrou escanteio na cabeça de Rodrigo, que abriu o placar aos 27 minutos. Até o fim da primeira etapa, o Bangu chegou a ter uma chance, mas o Cruz-Maltino continuava a se impor. Gilberto mostrava repertório dentro da área e chegou a deixar Bernardo livre. O meia, porém, segurou demais a bola e acabou escorregando.

E Bernardo nem voltou para o segundo tempo, que começou com muito perigo para Martin Silva. Sorte que Matheus Pimenta chutou rasteiro e fraco. O ímpeto diminuiu ainda mais com as alterações de Doriva. Novamente ele queimou a terceira substituição cedo (aos 17 minutos) e deixou o time mais pesado. Lucas e Jhon Cley compunham o time no lugar de Bernardo e Marcinho.

Fora Yago, que entrara no lugar de Rafael Silva ainda no primeiro tempo.Sorte que a bola parada, sempre ela, apareceu. E novamente com Luan. Domingo passado, contra o Fluminense, foi de pênalti. Neste sábado foi de cabeça, após cobrança de falta de Jhon Cley. O 2 a 0 surgiu no momento em que o time mandante tinha a posse de bola, mas não conseguia ser produtivo.