Triste

Foto: Getty Images

Por Randel Corrêa – Psicólogo Clínico

Bom Dia! Você acabou de acordar. Ao abrir os seus olhos você percebe que vive num tempo em que muitos têm valorizado tanto as coisas materiais enquanto as emocionais são a cada dia mais suprimidas, sufocadas pelo consumismo.

Nunca Possuímos tanto, mas nunca sentimos um vazio tão grande!

Tempos atrás conheci pessoas que não conseguem ficar 7 dias sem comprar algo no comércio local e a longo prazo acumulam dívidas quilométricas que já não podem pagar. Têm até vergonha de passar em frente das lojas para não serem reconhecidas. Você é o que você tem? Estamos falando de Compulsão? Sim, mas o assunto principal onde quero chegar é: Até que ponto gastamos tanto esforço físico e mental em busca de algo que é passageiro? Assim muitos buscam nos bens materiais algo que lhes falta no íntimo do seu ser.

Mulher Triste

Foto: Getty Images

Pare pra pensar:

Você leitor, leitora: Certamente Você era muito mais feliz quando não tinha nem ¼, ou seja metade da metade do que você tem hoje. Fomos criados para perceber  e absorver a felicidade nas mais simples páginas que a vida nos oferece. Mas o que tenho observado e que os bens materiais têm iludido tanto as pessoas que estas confundem Felicidade com Ostentação.

Eu não conheço a sua história, não sei dos problemas e traumas que você passou, mas hoje eu te convido a refletir de um modo mais profundo sobre onde você tem buscado a sua Felicidade. Hoje eu não venho te dizer sobre o que deve deixar comprar ou economizar. Eis o ponto em que eu desejo chegar: Soube recentemente que uma jovem de uns 30 e poucos anos suicidou-se recentemente, e não sei se essa é a verdade: que o principal motivo de seu suicídio seriam suas dívidas.

Todo Ser Humano Sente Um Vazio Interior

Dias atrás eu li uma frase que diz: ‘’Muitos buscam em festas, baladas, compras e vícios…o vazio que somente Deus pode preencher’’. Talvez você esteja procurando alguém para completar esse vazio também. Querido, querida, este é o primeiro artigo que escrevo para o Sitebarra, e acredito que nada acontece por acaso. Hoje venho dizer que você tem um valor incalculável que ninguém pode medir.

Aparentemente sua vida pode parecer ter perdido o sentido, talvez você tenha passado por uma traição, ou ainda não alcançou um sonho ou objetivo, talvez você tenha sofrido a rejeição de um pai, de uma mãe, ou de um filho, ou talvez o seu marido ou esposa não te valoriza tanto quanto você esperava. Mas Hoje eu te convido a levantar-se do chão do desânimo e sacudir a poeira da depressão e a levantar-se!!! Você Vale mais que todos os diamantes do mundo!

Fique Atento aos Principais Sintomas de Depressão:

*Choro Constante (de 1 a 3 Vezes por semana)

*Irritabilidade Excessiva (Fora do Normal)

*Isolamento Social (Não Sair de Casa)

Então Mude Seus Hábitos

Planeje-se para caminhar ou correr pelo menos 3 vezes por semana, passe a combater os seus vícios seja lá quais forem. Coma alimentos mais leves à noite: Assim, dormindo melhor, você terá um dia muito mais produtivo amanhã. Pare de assistir notícias ruins se sua vida já não é um conto de fadas! Selecione mais. Valorize quem te valoriza e lembre-se: Aquele que acumula gestos de bondade, se algum dia vier a falecer, terá em sua cerimônia de despedida, muito mais pessoas do que aquele que só acumulou bens, que no fim só gerarão brigas e disputas para ver quem ficará com o quê. Finalmente, deixo-lhe um texto muito importante pra não esquecer:

”Hoje, a Nostalgia se mistura com a Sabedoria…Talvez nunca possuímos tanto, mas nunca sentimos um vazio tão grande! Voltemos nossos pensamentos ao tempo em que não tínhamos nem 1/4 do que temos hoje e observemos, como numa viajem no tempo, que na simplicidade em que vivíamos, a Felicidade era, por incrível que pareça, mais intensa, pois escrevíamos cartas, esperando com ansiedade a demorada resposta. A vidas não tinha a velocidade que tem hoje. E mesmo assim aproveitávamos muito mais! Volte a gostar das coisas mais simples, talvez somente assim você reencontre o sentido da vida que deixou cair pelo caminho, que antes era feito de bicicleta, com o vento batendo no rosto… Quem menos tem, mais felicidade pode ostentar interiormente, pois quando morrermos, as melhores lembranças serão deixadas pelos nossos atos e pelo nosso caráter.” Randel Correa.

Reflita sobre isso, assim você descobrirá que a vida ainda vale a pena ser vivida! Um grande abraço e seja feliz!

           

Randel PsicólogoPor: Randel Correa – Psicólogo Clínico