O assunto não é novidade e já foi largamente discutido em rodas de boteco, redes sociais, almoços de domingo, entre outros. Mas afinal de contas, porque muitos cargos importantes em Barra de São Francisco são ocupados por pessoas de fora da cidade?

A resposta é simples: Políticos indicam essas pessoas. Apesar de simples, a resposta ainda é incompreendida por muitas pessoas, já que mesmo assim, não justifica a “banana” que os políticos dão para os profissionais francisquenses.

E ai, surge outra pergunta: Não teria em Barra de São Francisco profissionais com capacidade para ocupar essas vagas?

Só para se ter uma ideia, cargos como Diretor do Hospital, Superintendente Regional de Educação e Diretor da Ciretran, são exemplos simples de que Barra de São Francisco, mesmo sendo uma cidade referência na região, não tem profissional para ocupar o cargo.

Um comentário é unanime em todas as conversas sobre o assunto. “Não tenho nada contra a pessoa que está ocupando a vaga. É um ótimo profissional, mas só queria saber se em Barra de São Francisco não tem ninguém com a mesma capacidade para ocupar o cargo“.

Se estudo for o diferencial, o que fazem as centenas de alunos que saem todos os dias de Barra de São Francisco para estudarem fora, além é claro, de outras centenas que estudam em faculdades locais.

Com todo respeito com as pessoas que vem de fora para trabalhar aqui na nossa cidade, mais eu fico me perguntando será que uma cidade que sempre lotou frotas de ônibus de universitários para estudar, não tem ninguém capaz para assumir esses cargos não? então porque buscam pessoas de fora? hen? hun?? Porque na hora das eleições não buscam pessoas de fora para ser cabos eleitorais ou para votar? Está na hora de acordar, chega de fazer papel de bobo“, comentou o francisquense Zeca Gama em sua página do Facebook, em abril deste ano. Veja aqui a repercussão desse comentário.

O comentário de Zeca Gama teve repercussão, mas uma grande maioria ainda não tem coragem de comentar publicamente e manifestam-se geralmente em pequenos grupos de amigos.

bela discussão daria…..se o povo fosse mais preocupado com a cidadania“, respondeu o francisquense Júnior Borém, ao comentário de Zeca.

Parabéns amigo você é mais um que juntamente comigo questiona essa situação. O povo precisa aprender avaliar onde ele está, onde quer chegar e porque ou pra que chegar, do contrario será usado e depois descartado, como tem acontecido no nosso município há muitos anos”, comentou também o ex-vereador de Barra de São Francisco, Sargento Quenídio.

Apesar do assunto ser muito discutido, como foi mostrado acima, ainda tem muita gente que nem tem ideia do que está acontecendo na cidade. Você saberia, por exemplo, dizer quem é hoje o diretor da Ciretran em Barra de São Francisco? Muita gente nem tem ideia.

A partir de 1º de janeiro de 2015, um novo governador assume o comando do Espírito Santo. Para alguns é motivo de esperança que a realidade mude em Barra de São Francisco, para outros, a ideia é que continue tudo do mesmo jeito, isto porque, quando Paulo Hartung foi governador em outra ocasião, o cenário era o mesmo, Casagrande só deu continuidade a bagunça. Além de que, os políticos francisquenses que indicam essas vagas são os mesmos de sempre. Será que muda???