candidatos a deputado estadual sitebarra  barra de sao francisco edinho enivaldo boff quenidio giulianoO patrimônio declarado por alguns candidatos impressiona muitos eleitores.

Quando registra sua candidatura, cada candidato tem que apresentar uma declaração de bens. Esses valores são divulgados publicamente pelo TRE e fica a disposição dos eleitores para consulta.

Na última semana, o SiteBarra publicou uma lista de políticos de Barra de São Francisco que registraram candidatura a deputado estadual. Entre os candidatos, empresários, agricultor, servidores públicos, entre outros.

A lista de bens, entre os candidatos que representam a cidade de Barra de São Francisco, é liderada pelo Conselheiro Aposentado do TC/ES, Enivaldo dos Anjos (PSD), que declarou ter pouco menos de R$ 1 milhão. No final da lista, aparece justamente o filho de Enivaldo, Giulianno dos Anjos (PRP), que não teve nenhum bem relacionado. Outro que aparece na lista sem nenhum bem declarado é Moabe Souza, do PSC, partido do ex-prefeito Waldeles Cavalcante.

Só para efeito de comparação, o atual governador do estado, Renato Casagrande (PSB), que tenta a reeleição, declarou que tem R$ 555.607,74 em bens, isto é, pouco mais de meio milhão. Paulo Hartung, que já foi governador do estado e está novamente na disputa, declarou que tem R$ 687.500,00.

Veja abaixo a lista dos candidatos com valores declarados. A lista completa, com informações sobre todos os candidatos pode ser consultada no site do TRE. Veja 

Enivaldo dos Anjos (PSD)
Total em bens: R$ 927.520,40  //  Limite de gastos: R$ 950 mil

Huander Boff (PEN)
Total em bens: R$ 597.650,00  //  Limite de gastos: R$ 2 milhões

Edinho Pereira (PTB)
Total em bens: R$ 240.000,00  //  Limite de gastos: R$ 2 milhões

Sargento Quenídio (PSDB)
Total em bens: R$ 120.754,00  //  Limite de gastos: R$ 1,3 milhão

Fernandão da Rodoviária (PSB)
Total em bens: R$ 10.000,00  //  Limite de gastos: R$ 1 milhão

Giulianno dos Anjos (PRP)
Total em bens: R$ 0,00  //  Limite de gastos: R$ 1,5 milhão

Moabe Souza (PSC)
Total em bens: R$ 0,00  //  Limite de gastos: R$ 2 milhões