O  prejuízo calculado Nova Venécia após as chuvas de dezembro de 2013  passa dos R$ 40 milhões, segundo dados da Defesa Civil do município.Nova Venécia

O nível do rio Cricaré, que corta o município, chegou a cinco metros acima do nível normal. No bairro Santa Luzia, várias casas ribeirinhas foram danificadas.

O imóvel do pescador Lair dos Santos, de 59 anos, desmoronou com a pressão da água. Ele conta que a casa tinha 50 anos e não sobrou nada. “Deu muita tristeza porque isso era tudo que eu tinha na vida. A enchente veio subindo e o povo me chamou para sair de casa. Eu não queria sair, mas fui obrigado. Tirei minhas coisas e coloquei no centro comunitário da igreja e estou lá até hoje”, relata.

Leia também:

Nova Venécia também sofre com maior enchente da história

Imagens da enchente em Nova Venécia no dia 20/12/2013

Enchente 2013: Nova Venécia também tem ruas alagadas

Uma represa da cidade rompeu com a força da chuva que caiu em dezembro. A água desceu e atingiu as casas, e em várias, tudo foi perdido.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Arrênio de Ângelo, para tentar prever estes desastres, a prefeitura conseguiu, em parceria com o Governo Federal, um pluviômetro para medir a média de chuva. “É uma forma da gente ter os dados estatísticos, monitorar a chuva com mais precisão, saber em quais dias do ano terá uma precipitação maior”, afirma.

Segundo o prefeito Mário Sérgio Lubiana, a reconstrução do que foi destruído em Nova Venécia deve durar pelo menos dois anos. “Algumas prefeituras da região não foram afetadas. Então, esses prefeitos colaboraram com a gente, dando ajuda com carro-pipa, com caçambas, por isso, a limpeza do centro da cidade foi bem rápida. Acreditamos que vamos levar em torno de um ano e meio, dois anos, para reconstruir o que foi destruído pelas enchentes”, explica.

 

Com informações da Folha Vitória