estaçãoA Defesa Civil de Nova Venécia instalou três estações meteorológicas com o objetivo de ampliar a rede de monitoramento pluviométrico no Brasil e melhorar a previsão de desastres naturais, reduzindo os danos socioeconômicos e ambientais. A iniciativa faz parte do projeto “Pluviômetros Automáticos”.

O projeto prevê a instalação dos equipamentos em locais próximos a áreas de risco. Para instalar o pluviômetro, é necessário traçar parcerias com entidades que possam abrigar o aparelho. Essas entidades, que também vão conduzir o pluviômetro, formarão uma importante rede nacional de colaboração para redução de desastres, em conjunto com órgãos governamentais. Elas vão fornecer o local para a instalação do equipamento, permitir acesso aos profissionais de manutenção (fornecidos pelo Cemaden), zelar pela conservação do aparelho e comunicar eventuais problemas.

“Agora a nossa Defesa Civil terá informações precisas a respeito da quantidade de água que cai e o exato momento da chuva. A partir destes equipamentos, essas informações serão passadas via 3G o que agiliza a transmissão e a informação”, relata o coordenador da Defesa Civil Municipal, Arrênio de Ângelo.

O aparelho meteorológico é usado para recolher e medir, em milímetros, a quantidade de chuva precipitada durante um determinado tempo e local. Os equipamentos, que estão sendo cedidos pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), enviam os dados de forma automática e não necessitam de energia elétrica para funcionar. Como a função do equipamento é coletar e medir a chuva, é necessário que seja instalado em locais descobertos onde não haja obstáculos (árvores, prédios altos, etc.) que possam interferir na quantidade de chuva captada.

Um dos equipamentos foi instalado na sede da Cesan, outro no Ifes e outro na comunidade do Bis. De acordo com a Defesa Civil, mais duas estações serão instaladas: uma na sede do Corpo de Bombeiros e outra na comunidade de Guararema.

ESTAÇÃO HIDROLÓGICA – Para aumentar a capacidade de monitoramento das cheias do rio Cricaré está prevista, para este mês de janeiro, a instalação de estação hidrológica para a transmissão de dados remotos das enchentes e inundações. O aparelho será instalado na Ponte Cristiano Dias Lopes, no centro da cidade.