Neste sábado (17), a Polícia Militar Ambiental realizou uma Operação Policial em uma fazenda localizada no município de São Domingos do Norte na divisa com o município de São Gabriel da Palha, a fim de averiguar denúncia acerca de propriedade utilizada para apostas de rinhas de galos de briga.

No local foi realizado um cerco policial em torno do galpão e foram encontrados um 01 (um) revólver calibre.38, marca Taurus de 06 (seis) tiros com 06 (seis) munições intactas, 86 (oitenta e seis) galos índios com bolsa de transporte, R$ 747,00 (setecentos e quarenta e sete reais) em espécie, 02 (dois) display´s para marcação de tempo, 01 (um) CRLV de veículo placa MSF 4009, 140 (centro e quarenta) biqueiras de aço, 480 (quatrocentos e oitenta) esporas, bisturis, 35 (trinta e cinco) tesouras cirúrgicas, 08 (oito) serrinhas, 01 (um) pássaro trinca-ferro, 397 (trezentos e noventa e sete) lacres plásticos, 07 (sete) bisturis, 12 (doze) rolos de esparadrapo, 01 (uma) caixa contendo fichas diversas, 01 (uma) ampola de medicamento veterinário, 12 (doze) bolsas de transportes de galos, diversos documentos de controle de apostas, além de 02 (dois) tambores utilizados para a briga de galos.

Foi averiguado durante a Operação Policial de que a organização da atividade ilícita para apostas de rinhas de galos estava sob a responsabilidade de um cidadão que não se encontrava no local, contudo, a esposa do mesmo foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil.

Foram detidos no local cerca de 79 pessoas, sendo que foram conduzidos para a Delegacia 05 acusados que participavam efetivamente da atividade ilícita e os demais foram arrolados na ocorrência policial como envolvidos, a fim de serem acionados posteriormente pela Polícia Civil.

Foi constatado durante a Operação Policial diversas pessoas de outros municípios, bem como de municípios de outros Estados como Bahia e Minas Gerais que estavam presentes para participar das apostas que geravam em torno de R$ 20 reais por briga das aves. Durante a abordagem foi “dispensado” um revólver calibre.38, nº J118326, inox – marca Taurus – seis tiros com seis munições intactas, entretanto não foi possível identificar o proprietário da arma de fogo devido ao grande número de pessoas presentes no galpão, a qual foi apreendida e encaminhada a autoridade policial.

Por volta de 19h30, após o encerramento da ocorrência na Delegacia de Colatina, as aves apreendidas foram conduzidas através de comboio de viaturas para o Projeto Cereias em Aracruz para a destinação adequada.

A atividade ilícita prevista no art. 32 da Lei 9605/98 declara que:Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos: Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa de R$ 500 a R$ 3 mil reais por indivíduo.