A Secretária Municipal de Meio Ambiente montou um stand em frente a MOL Motos nesta sexta-feira, 21/09, cerca de 200 mudas foram distribuídas em comemoração ao dia da árvore. Um vaso de flor, uma bolsa e um capacete também foram sorteados. Os sorteados foram: Sandro Viera Soares, Julia Arpine Geys, Fernanda Hermisdoff, Hansmille José e Taynara Souza Alves.

No Brasil, cerca de 11 espécies de palmeiras correm sério risco de extinção, e duas já podem ser consideradas extintas. Uma delas, a Trithrinax schyzophylla, ainda pode ser encontrada na natureza em território paraguaio. Já a Butia leptospatha, pequena palmeira acaule de menos de 30 cm de altura, descrita em 1936 próximo à região de Itamaraju – MS; de ocorrência exclusiva nas pequenas manchas de cerrado da região situadas sobre solos muito férteis e de topografia plana, nunca mais foi encontrada porque a vegetação natural foi totalmente destruída pelas atividades agrícolas implantadas na região após esta época.

Além dessas palmeiras, muitas outras espécies de árvores correm sérios riscos de desaparecem. O comércio de madeira ilegal e agropecuária são dois dos principais fatores causadores de desmatamentos. A ideia do desenvolvimento sustentável deve ser levada a todos, assim como o conhecimento dos benefícios que as árvores oferecem ao planeta.

Em àreas com cobertura florestal, a infiltração de água é maior, otimizando o ciclo da água. Além disso as árvores propiciam um clima mais ameno, diminuem a reflexão da radiação solar, têm importante papel no regime dos ventos, captam partículas e gases presentes na atmosfera, conservam a biodiversidade, contribuem com a estética em ambientes construídos, além da contribuição para a saúde física e mental das pessoas.

É chegada a hora do homem começar a enxergar as árvores como seres vivos, os mais antigos do planeta, e respeitá-las, preservando-as acima de tudo. A conscientização e educação ambiental são fundamentais nesse processo. Divulguem essa data e a importância desses SERES VIVOS em nossas vidas.

Algumas curiosidades sobre as árvores:

– Pela Lei nº 6.607, de 7 de Dezembro de 1978, o Pau-Brasil foi declarado Árvore Nacional do Brasil;

– Cerca de 95% dos brasileiros nunca viram um Pau-Brasil;

– A árvore mais velha do Brasil, com mais de 3000 anos, é um Jequitibá-Rosa, situado no Parque Estadual do Vassununga em Santa Rita do Passa Quatro, no estado de São Paulo.

– Encontra-se no Rio Grande do Norte, o maior cajueiro do mundo, que se extende por uma área de aproximadamente 8500 m²

– Em Porto Velho – RO existe um Ipê-Amarelo que foi cortado para servir de poste de iluminação urbana, mas com os anos, o Ipê criou raízes e floresceu. Atualmente, a companhia de energia já retirou os fios e iluminação da árvore e passou para um poste de concreto ao lado da árvore.

Veja as fotos: