As fortes chuvas que aconteceram em Barra de São Francisco nos últimos dias tem prejudicado o comércio.

O SiteBarra conversou com um vendedor ambulante que foi bastante enfático: “Com chuva o movimento caí quase pela metade, mas faz parte né, também precisamos de chuva.” disse.

“Os dias chuvosos prejudicam o comércio de rua. As pessoas evitam sair de casa, principalmente quando a chuva é prolongada, explica o economista Marcel Solimeo.

“A queda mais drástica se dá no consumo por impulso. Entretanto, as vendas realizadas em supermercados, que não têm o impulso como característica, são facilmente recuperadas.”

“Se o cliente do supermercado não compra hoje, ele comprará amanhã”, acrescenta, ao lembrar que a compra por impulso compõe 50% ou mais das vendas. O componente também é alto, no caso do vestuário feminino.

Enquanto muitos comerciantes amargam queda no faturamento, outros não têm do que reclamar. É o caso das lojas que comercializam guarda-chuvas. Em alguns estabelecimentos por conta da chuva, as vendas aumentam 80%.

Veja aqui mais sobre esse assunto: Período chuvoso faz francisquenses tirarem sombrinhas do armário e lançarem moda.