Tenho acompanhado, com olhos atentos, muitos assuntos relacionados ao bem estar da nossa cidade e do estado do Espírito Santo. É um direito que tenho exercido com alegria e seriedade. Esta atuação tem sido para mim um imperativo uma vez que decidi, sob a direção de Deus, a cerca de três anos, pedir afastamento da função pastoral para oferecer meu trabalho e dedicação na formação de lideranças e atuar na vida política da nossa região. Estive por duas ocasiões nos últimos meses em Brasília e lá participei de debates nas alas anexas ao Senado e à Câmara dos deputados, participei das discussões de temas como o da popular “lei da palmada”, que para nós é um absurdo que precisa ser rejeitado e do debate relacionado aos nossos Royalties de Petróleo, entre outras atividades também importantes.

Desafio outros homens de bem a fazer o mesmo. Estou aberto ao diálogo e a ação. Precisamos unir forças em defesa da vida. Os homens de bem, preparados, são como “sal da terra e luz para o mundo”. Se nos afastarmos das decisões como estas já citadas, as estruturas sociais tendem a se apodrecer e se perder nas trevas.

Quero relatar neste texto algumas informações e avaliações a respeito do CONTORNO DE BARRA DE SÃO FRANCISCO de forma rápida e objetiva. Nos últimos 30 dias estive acompanhando as obras bem de perto. Conversei com os trabalhadores na pista e com líderes responsáveis pela execução do projeto. O engenheiro Fabio Bringel Xavier, da Engenharia e Construtora ARARIBÓIA, disse faltar pequenos detalhes para que a população utilize a nova pista com total segurança. A empresa SINALES concluiu a pouco a pintura das faixas no asfalto e a sinalização do trecho. Restam apenas alguns serviços básicos como o plantio de grama nas rotatórias. Enfim, podemos anunciar que o contorno está pronto e a pista está liberada. A formalidade de inauguração deverá ocorrer dia 15 de abril.  Aguardemos a publicação oficial da agenda do Governador Renato Casagrande. Se Deus permitir estaremos lá.

O contorno é uma obra da Secretaria de Estado dos Transportes e Obras Públicas do Governo do Estado. A extensão do contorno é de 5 km e teve um orçamento de quase 14 milhões, é um investimento importante em solo francisquense, que atenderá vários segmentos cruciais da economia da região a exemplo, o escoamento do setor de rochas ornamentais, pois nosso estado produz cerca de 70% do granito brasileiro e nossa região tem participação destacada neste cenário. O contorno ajudará escoar a produção com mais segurança e rapidez.

Outro benefício esperado do contorno é a redução de veículos pesados atravessando o centro da cidade. Os pedestres e caminhoneiros se expõem a um grande risco no trecho que compreende a Rua Mineira até a Vila Landinha. Na geografia da cidade este é o local de maior densidade demográfica. Outros problemas como: falta de calçadas, calçadas impedidas ou mal planejadas, forçam as pessoas a andar na rua. Graças a Deus não ocorreu um acidente grave até aqui _ isso ainda é uma temeridade.

Toda obra precisa ser administrada para que de fato atenda ao seu propósito. A população deverá cobrar dos gestores municipais a criação de critérios para que o contorno traga resultados. Na medida do possível, os veículos devem ser direcionados para o contorno. Ele não pode ser apenas uma opção. Para se chegar a um bom termo, empresários, caminhoneiros e comerciantes devem ser ouvidos. Além de evitar atritos desnecessários ganharemos muito, pois eles compõem um grupo capaz de oferecer as melhores idéias para este tema.

No conjunto dos assuntos a serem discutidos poderíamos considerar: Oferecer incentivos para que oficinas e postos de gasolina tenham mais condições de se recolocarem nas proximidades das entradas do contorno; a criação de pátios-conforto monitorados para caminhões e seus motoristas. Seria mais adequado que ações neste perfil já estivessem sendo realizadas há pelo menos dois anos, mas, ainda não é tarde. Devemos construir nessa direção. Precisamos trabalhar todos os dias com coragem pensando no futuro. Não devemos ter medo dos desafios, ou enfrentamos agora ou a emergência baterá à nossa porta; aí o desespero será maior.

Resolvidas algumas destas questões, os benefícios virão. Mais fluidez no trânsito, maior acessibilidade para as compras no comércio. A diminuição de demanda de veículos pesados diminui a poluição sonora vindo das frenagens e do ronco dos grandes motores, prolonga a vida útil do asfalto central, gera menos detritos e poeira nas ruas e contribui para manter a limpeza das lojas comerciais. As pessoas têm um ganho real na segurança e no prazer de andar pela cidade.

Sabemos que nossa região é carente de tantos outros investimentos e este desafio é de todos nós. Por hora, sejamos justos e foquemos na notícia positiva. Cada coisa tem seu tempo. Parabéns ao governador Renato Casagrande por mais esta importante obra que será entregue a população. Obrigado a Engenharia e Construtora Araribóia pela boa receptividade de todos os seus colaboradores enquanto acompanhei as obras do nosso contorno.

Um grande abraço

Pastor Renato é formado teologia e psicologia; é presidente da AME; membro do Conselho Gestor do Hospital Dr. Rita de Cássia. Profissionalmente realiza consultoria, treinamento e palestras na área de marketing e vendas. Também preside o diretório de PRB – Partido Republicano Brasileiro em Barra de São Francisco.