Até o momento, são 40 famílias desabrigadas e 500 pessoas desalojadas. O município deve decretar situação de emergência ainda hoje

Os rios Clotário e Piraqueaçu transbordaram e alagaram ruas do Centro de João Neiva.

O número de pessoas afetadas pela chuva em João Neiva, no Norte do Estado, já chega a oito mil. Quarenta famílias estão desabrigadas e 500 pessoas, desalojadas. Segundo o coordenador da Defesa Civil de João Neiva, Carlos Roberto Rosa, o município deve decretar situação de emergência na tarde desta quarta-feira (11).

O Centro do município é um dos locais mais afetados pois é onde os rios Clotário e Piraqueaçu se encontram. De acordo com Rosa, eles subiram mais de ontem para hoje, alagando várias ruas e invadindo casas, e estão a 6 metros acima do nível normal.

No interior, a situação também está complicada. De acordo com Rosa, houve quedas de barreiras em várias estradas vicinais e quatro localidades estão isoladas. São elas: Alto Bérgamo, Alto Cachoeirinha, Rio Lampê e Rio Ubás.

E a chuva não dá trégua no município. De segunda-feira até hoje já choveu 350mm no município, o equivalente a cerca de três semanas de precipitações.

Na manhã de hoje, a equipe da Defesa Civil se reuniu com todos os secretários municipais para contabilizar os prejuízos e definir as ações que serão tomadas. “As famílias desabrigadas estão sendo levadas para o abrigo comunitário. A equipe da Defesa Civil também foi dividida para vistoriar as áreas atingidas e fazer o monitoramento dos rios”, informou Rosa.