No último dia 16 de dezembro de 2011, a polícia militar de Barra de São Francisco foi até o Pronto Socorro do Hospital Dra. Rita de Cassia, onde testemunhas relataram a suspeita de que uma menor havia sido estuprada.

Segundo testemunhas, a menor foi a escola e lá começou a passar mau. O diretor da escola solicitou a presença da conselheira Tutelar de plantão, que conduziram a menor até ao pronto socorro. Chegando, a a menor L.A.A de 11 anos relatou para sua mãe e para a conselheira, que um senhor conhecido como Nenenzão teria feito caricias nas partes intimas dela. A menor relatou ainda que havia sido estuprada, mas depois mudou a versão.

iante de testemunhas, os policiais localizaram o acusado e encaminharam até a delegacia de polícia civil, onde permaneceu para ser ouvido pelo delegado.

Em breve mais informações sobre esse caso.