De campeonato mais equilibrado da era dos pontos corridos, o Brasileirão 2011 passou a ter apenas dois fortes candidatos ao título. Em uma rodada em que quase todos seus principais adversários foram derrotados, Corinthians e Vasco venceram e aumentaram a vantagem em relação aos demais. Juntos, somam 93% de chances de levantar o caneco, na visão do matemático Tristão Garcia.

– Apertou o funil. Corinthians e Vasco se distanciaram dos adversários, a quatro rodadas do fim. Houve uma polarização nesses dois. Abriram cinco pontos para o terceiro colocado (Fluminense). Estão há mais de uma rodada na frente. Se mantiverem o que vêm fazendo, não serão mais alcançados – analisou o matemático.

Com a vitória sobre o Atlético-PR, o Corinthians viu suas chances aumentarem de 41% para 50%. De 30%, as possibilidades de título do Vasco saltaram para 43%, após o triunfo por 2 a 0 no clássico contra o Botafogo.

Rodada deixa candidatos para trás

A derrota em casa para o então lanterna América-MG praticamente excluiu o Fluminense da disputa. De candidato em ascensão, com 20%, o Tricolor carioca agora tem apenas 3% de chances de repetir o feito da última temporada. Invicto há 13 jogos e dono de uma sequência de seis vitórias, o Figueirense aparece cada vez mais vivo na briga por uma vaga na Libertadores, mas o caneco ainda está longe. De acordo com o matemático, o time da capital catarinense tem 2% de chances de conquistar seu primeiro troféu da Série A. Botafogo e Flamengo aparecem apenas com chances remotíssimas: 1%.

Figueira x cariocas

Se a luta pelo título afunilou, a disputa por uma vaga na Libertadores está cada vez mais aberta. A quatro rodadas do fim do Brasileirão, oito clubes disputam três vagas, segundo Tristão Garcia. O Corinthians, na visão do matemático, já tem vaga praticamente assegurada e tem 99% de chances de disputar a competição em 2012. Campeão da Copa do Brasil, o Vasco já tem vaga garantida. O número chave para carimbar o passaporte para a América do Sul é 63.

No momento, Fluminense (76%), Figueirense (71%) e Botafogo (56%) figuram na zona de classificação para a Libertadores. O time catarinense, aliás, volta ao G-5 após 29 rodadas e vive melhor momento do que seus concorrentes. Nas últimas seis rodadas, teve aproveitamento de 100%.

– O futebol apronta umas. Não é uma matemática exata. Mas ninguém está surpreendendo neste final. De extraordinário, só o Figueirense. Terá o grande teste contra a dupla Fla-Flu (enfrenta o Flamengo na quinta, e o Fluminense no domingo). Se vencer, coloca um pé na Libertadores – ressaltou Tristão Garcia.

Outros times, no entanto, estão fortes na briga. Mesmo com a derrota para o Coritiba, o Flamengo tem 52% de chances de voltar à competição continental. O jogo contra o Figueirense, quinta-feira, no Engenhão, também é decisivo para as pretensões do Rubro-Negro carioca.

– O Flamengo vive a primeira de suas quatro decisões, mas a vitória sobre o Figueinrese é fundamental. Se vencer, volta ao G-5, segura um adversário direto e fica muito bem na briga por uma vaga.

Correndo por fora, mas ainda com possibilidades, o São Paulo renasceu para a disputa com o triunfo sobre o Avaí e os tropeços dos principais adversários. Após pôr fim ao jejum de nove jogos sem vitórias, o Tricolor Paulista aprece com 25% de chances de voltar à Libertadores. No entanto, precisa confirmar a ascensão para conseguir uma vaga.

– O São Paulo se aproximou, mas, ao lado do Botafogo, tem o pior desempenho na parte de cima da tabela: média de 1 ponto por jogo nas últimas seis partidas. Assim como o Botafogo, precisa melhorar o aproveitamento se quiser ir à Libertadores – disse Tristão.

Quem também voltou à disputa é o Coritiba, com a vitória sobre o Flamengo. No entanto, as chances ainda são pequenas: 10%. Mesma porcentagem do Inter que, com duas derrotas seguidas, está cada vez mais afastado da briga por uma vaga na Libertadores. Com 1%, o Grêmio tem apenas chances matemáticas.

Com as derrotas de Fluminense, Botafogo e Flamengo na rodada, as chances de os quatro cariocas disputarem a Libertadores em 2012 caiu para 17%. Já a possibilidade de outros dois times se juntarem ao Vasco na competição sul-americana na próxima temporada continuam altas: 78%.

Retrospecto a favor do Timão, e equilíbrio inédito

Desde que o Campeonato Brasileiro passou a ter 20 clubes na era dos pontos corridos, em 2006, o líder ao final da 34ª rodada quase sempre faturou o título no final. A única exceção ocorreu em 2009, quando o Flamengo – terceiro colocado na rodada #34 -, terminou campeão, superando o São Paulo, que liderava naquela altura.

A edição de 2011 ainda tem um dado inédito ao final da 34ª rodada. Desde 2006, nunca dois clubes haviam chegado empatados em número de pontos na liderança a essa altura da competição. E, como curiosidade, vale observar que os líderes Corinthians e Vasco têm, a essa altura, a mesma pontuação do primeiro colocado em 2010, o Fluminense, que acabou campeão.