A eleição 2018 chegou ao fim e agora, mesmo faltando dois anos, o assunto que se fala já é eleição 2020. O resultado da eleição deste ano, com governador, deputados e senadores eleitos, vai influenciar, e muito, na eleição para prefeito e vereadores.

Listamos algumas curiosidades e alguns números que estão sendo observados para a próxima eleição em Barra de São Francisco. São pequenos detalhes e informações sobre candidatos, partidos e coligações, baseados nos dados de eleições anteriores.

Vereadores

São 13 o número de vagas na câmara municipal de Barra de São Francisco.

Rafael da Saúde (DEM) foi o vereador mais votado, com 1.190 votos.

Lula Cozer (PSD), é suplente. Ele teve 421 votos e perdeu por apenas 6 votos para Lemão Vitorino, do mesmo partido, que teve 427.

Reinaldo Neri (PRB), teve 728 votos, mas não foi eleito. Em número de votos ele superou quatro candidatos que foram eleitos. Zé Valdeci (PT), que teve 688, Paulinho do Hospital (PV), 547 votos, Lemão Vitorino (PSD), 427 votos e Zilma Matos (PT), 342 votos.

Em sua legenda, Reinaldo Neri ficou atrás apenas do vereador Bofe, que foi eleito com apenas 13 votos a mais, 741.

Mazinho do Hospital (583 votos) e Obedis (564 votos) também não foram eleitos. Eles se diferenciam de Reinaldo Neri apenas por não terem mais votos que Zé Valdeci.

Zilma Matos (PT) foi a 23ª em número de votos, mas foi eleita devido a coligação. Tirando os 12 colegas de câmara, outros 10 candidatos tiveram mais votos que Zilma, mas ficaram de fora.

Flávio Gava (PSD) teve 308 votos e ficou como segundo suplente. Ele chegou a assumir o mandato em uma licença dos vereadores Teco e Juvenal. Veja aqui

Os votos dos vereadores eleitos somam 10.582, que representam 41,15% dos votos válidos.

Os votos dos 5 vereadores mais votados somam 5.296, que representam 20,59% dos votos válidos.

Cidade Natal

Dos 13 vereadores eleitos em 2016, mais da metade não nasceu em Barra de São Francisco. 

Água Doce do Norte (1)
Rafael da Saúde

Mantena (6)
Admilson Brum, Teco, Zilma Matos, Zé Valdeci, Bofe, Juvenal Calixto

Barra de São Francisco (6)
Mulinha, Zilene, Lemão Vitorino, Paulinho do Hospital, Jonciclé, Emerson Lima

Mulheres na eleição

Dos 13 vereadores, apenas 2 são mulheres, o que representa 15,38%. Os 11 homens representam 84,62%.

Zilene do Pisiu (PMDB) foi a mulher mais votada, com 1.050 votos. Depois dela, a próxima mulher mais votada foi Zilma Matos (PT), com 342 votos e também eleita. A terceira mulher mais votada é Celecina (PT), com 130 votos.

Duas candidatas obtiveram apenas 1 voto, Sandra Blunk (PP) e Kesia (PSDB). A primeira aparece no TSE como inelegível.

Três candidatas tiveram 0 votos, ou seja, não tiveram nem o próprio voto. Foram elas Vera Ramos (PT), Ivanilda Schultz (PMDB) e Fabiana da Silva Felismino (PTB). As duas primeiras aparecem no TSE como inelegíveis.

Veja mais sobre a eleição 2016 na região

Renovação

Dos 13 vereadores com mandato 2013-2016, apenas dois não disputaram a eleição, Dr. Aloysio Alves (PDT) e Valézio Armani (PSD). Os outros 11 tentaram a reeleição.

Dos 13 vereadores que ocupam hoje as cadeiras na câmara municipal de Barra de São Francisco, apenas 5 foram reeleitos, 8 são novatos.

Isso representou uma renovação de 61,54% na última eleição.

Quem mudou de lado

Rafael da Saúde foi eleito no grupo de Luciano Pereira, mas assim que assumiu o mandato já se juntou ao grupo do prefeito Alencar Marim.

Bofe foi eleito com Alencar Marim, mas hoje faz parte da oposição, no grupo dos 7.

Cabo Jonciclé fazia parte da coligação que apoiava Luciano Pereira, mas hoje está mais para o lado de Alencar Marim.

Juvenal Calixto Filho foi eleito eleito em uma coligação que apoiava Alencar Marim, mas hoje também faz parte do grupo dos 7, que faz oposição ao prefeito.

Presença do eleitor

Dos 33.841 eleitores aptos a votar em 2016, apenas 26.517 votaram (78,36%), ou seja, 7.324 eleitores não compareceram (21,64%).

Para prefeito, esse 26.517 eleitores que compareceram votaram assim:

15.313 – Alencar Marim (62,20%)
9.305 – Luciano Pereira (37,80%)
24.618 – Total de votos válidos (92,84%)
1.413 – Nulos (5,33%)
486 – Brancos (1,83%)

Já para vereador, esses mesmos 26.517 eleitores votaram assim:

25.716 – Votos válidos (96,98%)
425 – Brancos (1,60%)
376 – Nulos (1,42%)

Veja aqui quantos votos teve cada candidato a vereador em 2016.

Eleição 2018 / deputado estadual

Na eleição para deputado em 2018, Barra de São Francisco tinha 33.944 votantes. Desses, 24.935 compareceram (73,46%) e 9.009 foram ausentes (26,54%).

Os candidatos que tiveram mais votos na cidade foram:

6.775 – Enivaldo dos Anjos (PSD)
6.218 – Marcelo Firmino (SD)
3.165 – Luciano Pereira (Avante)
16.158 – Total dos três candidatos.

Dos três, apenas Enivaldo dos Anjos foi eleito, veja aqui como foi.

A eleição para deputado em Barra de São Francisco teve 767 votos Brancos e 878 votos Nulos.

8. 777 votos foram para os chamados “candidatos de fora”.

Veja aqui também um balanço da votação para deputado em Barra de São Francisco.

Coligações

Na eleição 2016, os 23 partidos se agruparam e 6 coligações, lançando um total de 123 candidatos.

Em 2020, não haverá coligação, cada partido lançará seus candidatos. Em votação relâmpago, o Senado aprovou numa terça-feira, 3 de outubro de 2017, o fim das coligações partidárias em eleições.

Veja aqui mais sobre o fim das coligações

A coligação (PMDB / DEM / PTB / PTN) foi a mais votada em 2016. Juntos, os partidos conseguiram 7471 votos, garantindo 4 cadeiras na câmara.

Entre os 10 candidatos mais votados nessa coligação, 4 foram eleitos e 6 são ex-vereadores.

O PMDB, agora MDB, foi o partido que obteve mais votos. Com 4.031 votos, o partido garantiu duas cadeiras. As outras duas vagas foram para o DEM.

A coligação (PSDB / PMN) obteve 1.860 votos, mas não conseguiu alcançar o Quociente Eleitoral e ficou sem cadeira na câmara. Sargento Quenídio, o mais votado da coligação com 405 votos.

Quociente Eleitoral (QE)

No caso da eleição para vereador, que adota o sistema eleitoral proporcional, as vagas das Câmaras Municipais serão distribuídas em proporção aos votos obtidos pelos partidos e preenchidas pelos candidatos mais votados da lista da legenda, até o limite das vagas obtidas. O preenchimento das vagas é feito segundo o cálculo dos Quocientes Eleitoral (QE) e Partidário (QP) e distribuição das sobras.

Como se calcula o número de vagas por partido?

Conforme o art. 147 da resolução, “determina-se o quociente eleitoral dividindo-se o número de votos válidos apurados pelo número de lugares a preencher, desprezando-se a fração, se igual ou inferior a meio, ou arredondando-se para um, se superior”.

Se a média de 25 mil votos válidos for mantida para 2020 em Barra de São Francisco, o Quociente Eleitoral ficará em torno de 1.900 votos. Ou seja, o partido terá que atingir no mínimo esse número para ter direito a uma vaga na câmara.

Entenda mais sobre o Quociente Eleitoral

Cláusula de barreira

A distribuição das vagas entre os candidatos mais bem votados deve considerar uma novidade implementada a partir da Lei n° 13.165/2015: a chamada cláusula de barreira.

Segundo a nova regra (art. 148, parágrafo único da Resolução TSE nº 23.456/2015), “Estarão eleitos, entre os candidatos registrados por um partido que tenham obtido votos em número igual ou superior a dez por cento do quociente eleitoral, tantos quantos o respectivo quociente partidário indicar, na ordem da votação nominal que cada um tenha recebido”.

Entre as consequências da  cláusula de barreira, estão as seguintes: 

  •  1) Um candidato não será eleito se o total de votos recebidos não corresponder a, pelo menos, 10% do QE; e
  • 2) Candidatos que tenham recebido poucos votos somente serão beneficiados pelos chamados “puxadores de voto” se seus votos tiverem alcançado os 10% do QE.

Se o Quociente Eleitoral em Barra de São Francisco for mesmo 1.900 votos, como sugerido acima, um candidato não poderá ser eleito com menos de 190 votos (10% do QE), mesmo que seu partido tenha direito a um número de cadeiras na câmara.

Prefeitura

Alencar Marim foi o único candidato a prefeito do PT que foi eleito no Espírito Santo. Veja aqui

Com 38 anos, Alencar Marim estava entre os seis prefeitos eleitos no Espírito Santo com idade até 40 anos. Veja aqui

Alencar Marim foi eleito sem fazer nenhum comício.

Nunca um vereador ou ex-vereador foi eleito prefeito de Barra de São Francisco.

Desde 1983 (35 anos), todos os 8 prefeitos de Barra de São Francisco tiveram ligação direta com o grupo da Família Pereira ou da Família dos Anjos.

O atual prefeito, Alencar Marim, sempre disse que não será candidato a reeleição. Caso realmente não seja, a cidade pode ter um número maior de candidatos a vaga. Alguns acreditam que serão 3, 4 ou até 5 candidatos a prefeito em 2020.

Veja mais sobre a eleição de Alencar Marim em 2016