O Hospital da Polícia Militar inaugurou nesta terça-feira (2), o pronto-socorro que vai atender exclusivamente policiais e bombeiros militares. É a primeira vez na história do Espírito Santo que haverá uma estrutura do gênero exclusiva para esses servidores que atuam na Segurança Pública.

Estiveram presentes na solenidade de inauguração o governador Paulo Hartung, o secretário de Estado da Segurança Pública, Nylton Rodrigues, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alexandre Ramalho, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Marcelo D’Isep Costa, entre outras autoridades.

Foto: Leonardo Duarte/Secom

O governador Paulo Hartung lamentou os entraves burocráticos que tiveram que ser superados para viabilizar o novo pronto-socorro e ressaltou que o novo serviço será importante para atender os militares e seus familiares. “Estamos debaixo de uma estrutura que faz parte do Sistema Único de Saúde (SUS). A formulação para a inauguração deste pronto-socorro não foi simples. Minha felicidade é enorme. Estamos com uma estrutura preparada para funcionar 24 horas e atender nossos policiais militares, bombeiros militares e seus familiares. Depois de atravessar o pior desta crise que o país ainda vivencia, conseguimos colocar de pé essa importante estrutura que é um sonho da família militar em nosso Estado”, destacou Paulo Hartung.

O Pronto-Socorro de Urgência e Emergências Clínicas, batizado de Coronel Luiz Claudio Passos Silva, ginecologista e obstetra, tem sala de acolhimento, três consultórios, sala vermelha com leito de estabilização e leitos de terapia intensiva, sala laranja com leitos de terapia semi-intensiva, salas de pequena cirurgia, bem como leitos de observação e internação.

Com atendimento 24 horas, o local tem capacidade para fazer 2 mil atendimentos ao mês. Se um policial ficar ferido durante um patrulhamento, ele ficará longe do agressor da sociedade que combateu, havendo melhor ação para o tratamento do profissional da segurança pública.

Vinte médicos, de especialidades como cardiologia, dermatologia, infectologia, Medicina do Trabalho, Medicina Física e Reabilitação, neurologia, oftalmologia, ortopedia, urologia e psiquiatria, vão estar aptos a reforçar os atendimentos do hospital e prover melhores ações para a saúde do militar e de sua família. Eles prestaram o concurso que recentemente ocorreu e, em breve, reforçarão os trabalhos no HPM.

Além disso, o funcionamento do Ambulatório do HPM já tinha sido ampliado, aberto agora de segunda a sábado, das 7h às 22 horas. Há agendamento on-line para a família do militar. O ambulatório conta com 32 especialidades e houve aumento de 300% das ofertas de consultas médicas.