Brasil: homem é morto com 12 facadas após dizer que votou no PT

Imprimir
Compartilhar
Atualizado em 10 de outubro de 2018
Jéssica Baptista


Um homem de 63 anos foi morto com 12 facadas nas costas na madrugada desta segunda-feira (8), em um bar em Salvador, após dizer que tinha votado em Fernando Haddad, candidato do PT à Presidência.

Romualdo Rosário da Costa, conhecido como Moa do Katendê, estava em um bar em Engenho Velho da Federação, periferia da capita baiana, quando discutiu com outro homem sobre a eleição presidencial.

De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA), o autor do crime, que teria começado a discussão, manifestou seu apoio a Jair Bolsonaro (PSL). Ao se irritar com o comentário da vítima, de que ali as pessoas preferiam o Partido dos Trabalhadores, ele o matou.

O irmão de Katendê, Germinio do Amor Divino Pereira, 51, também foi atingido por uma facada no braço direito, mas foi socorrido no Hospital Geral do Estado e passa bem.

A perícia constatou que a vítima levou 12 facadas na região das costas.

O suspeito do crime foi preso em uma casa do bairro após tentativa de fuga. Com um corte no dedo, ele recebeu atendimento médico e, na sequência, foi detido no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa.

Nas redes sociais, amigos e parentes lamentaram a violenta morte dele.

Clique aqui e compartilhe com seus amigos do Facebook

Veja outras matérias sobre: Brasil, Destaques, Polícia, Política,