Pontes inacabadas prejudicam transporte de produção agrícola em Nova Venécia

Imprimir
Compartilhar
Atualizado em 8 de julho de 2018
Caroline S. Menezes


Em Nova Venécia, na região Noroeste do Espírito Santo, quem precisa transportar a produção agrícola pelas estradas tem encontrado problemas. No trecho da BR-381 que liga a cidade a Barra de São Francisco, na mesma região, encontra vias asfaltadas, mas seis das oito pontes construídas no local não tiveram os acessos concluídos.

Pontes estão construídas, mas sem acessos nas cabeceiras (Foto: Manfrini Roberto/TV Gazeta)

Pontes estão construídas, mas sem acessos nas cabeceiras (Foto: Manfrini Roberto/TV Gazeta)

A primeira ponte, logo depois de Nova Venécia, ficou pronta em 2013. Mas para seguir o caminho, é necessário fazer um desvio em uma curva arriscada. “É um pedacinho à toa que falta para terminar a ponte. Mas aí tem que fazer esse circuito grande. Quando chove, tem um morrinho que dificulta muito, tem erosão”, relata o agricultor João César Calegari.

Sobre o córrego São João do Boto, há outra ponte pronta, mas isolada pela falta de acessos nas cabeceiras. O desvio é feito ao lado, com o córrego passando por manilhas embaixo da estrada. “É difícil porque a gente não sabe onde tem o desvio. Eu evito passar aqui à noite, porque é bem complicada a situação“, disse o motorista Everton Smider.

Já sobre o córrego Bela Vista, há outra ponte abandonada. Mais à frente, no distrito de Cristalina, outra ponte que chegou a receber o aterro nas cabeceiras, mas a obra não avançou.

Os veículos pesados passam por dentro do distrito para concluir os trajetos. Moradores ainda reclamam da lama deixada pela obra.

Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-ES), o projeto de construção das pontes está pronto, mas falta publicar o edital da obra. Não há prazo para que as estruturas sejam concluídas.

Com informações da TV Gazeta

Clique aqui e compartilhe com seus amigos do Facebook

Veja outras matérias sobre: Destaques, Geral, Manifestações, Região,