Financiamento incentiva a produção de ovos caipiras no Espírito Santo

Imprimir
Compartilhar
Atualizado em 11 de julho de 2018
Caroline S. Menezes


Conhecidos como “ovos coloniais” ou “ovos de capoeira”, os ovos caipiras são caracterizados pela forma específica de criação “lenta e orgânica” das galinhas. Para incentivar a produção, o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) disponibilizou para os produtores um novo programa de fomento, o “Programa de estímulo à produção comercial de ovos caipiras no Espírito Santo”.

O Programa incentiva a produção e concede mais estímulo para ampliar a cadeia produtiva de ovos artesanais de forma a reproduzir, sob controle sanitário e de qualidade, as condições que seriam encontradas em quintais rústicos. De acordo com o diretor-presidente do Bandes, Aroldo Natal, a iniciativa possibilita mais renda ao homem do campo.

O Programa, destinado à produção de ovos caipiras é uma nova alterativa de investimento para os avicultores capixabas. O Bandes já trabalha com um programa específico destinado à avicultura de corte e postura com a finalidade de expandir a oferta de frango vivo para o processamento industrial e a produção de ovos brancos. Esta solução de crédito disponibilizada para apoio à produção de ovo caipira possibilita que o produtor invista na modernização de sua granja e adaptação de sua produção ao mercado”, destaca.

Com a ampliação de feiras e mercados especializados em alimentos saudáveis, o produto vem ganhando cada vez mais espaço e conquistando novos consumidores interessados em ovos menos industrializados, isentos de aditivos químicos e com mais sabor e qualidade. A produção artesanal dos ovos caipiras é ideal para atingir esse público, pois as aves são criadas de forma extensiva, fora de gaiolas e ciscando no solo. Os principais beneficiados são produtores de pequeno porte, pois os ovos caipiras têm sido basicamente um produto de agricultura familiar. Eles costumam ser usados como complemento de renda para famílias agricultoras, que possuem capacidade, orçamento e investimento restritos em relação a grandes produtores.

Incentivo à avicultura

O novo programa atenderá a todo o Espírito Santo, priorizando as áreas já tradicionais produtoras: Afonso Claudio, Alfredo Chaves, Cachoeiro de Itapemirim, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Guarapari, Linhares, Santa Maria, Santa Teresa, Venda Nova e Santa Leopoldina.

A pesquisa do Bandes apontou que os ovos caipiras têm em média valor até 100% superior aos ovos brancos de granja, sendo uma boa alternativa de renda para os produtores.

O projeto-piloto do programa beneficiou o produtor Jedner Delpupo de Santa Maria, no distrito de Rio das Pedras. O produtor comercializa 10% de sua produção em Santa Maria e Santa Teresa. Os outros 90% têm como destino o mercado da Grande Vitória. Hoje, produz 2,3 mil ovos por dia. Com o financiamento, ele espera que o número alcance a produção diária de 3,6 mil ovos caipiras. Jedner enfatiza que o investimento possibilitará uma maior rentabilidade para a propriedade.

O investimento neste tipo de produção é interessante pois há mercado certo para o produto. A comercialização que faço atende à Santa Teresa e cidades vizinhas, e ainda entrego para comerciantes na Grande Vitória também”, ressalta o produtor.

Informações sobre o Programa

Objetivo geral

  • Viabilizar financiamento para produção de ovos caipiras no Espírito Santo, conforme especificações técnicas dos órgãos e instituições parceiras, incluindo orientação técnica para obtenção do SIF (Serviço de Inspeção Federal), expandindo a diversidade da produção de ovos no estado, proporcionando fontes alternativas de renda para produtores e consequentemente gerando bem estar.

Objetivos específicos

  • Oferecer crédito a produtores avícolas enquadrados como beneficiários do projeto;
  • Proporcionar assistência técnica aos produtores avícolas beneficiados, permitindo que produzam com qualidade mercadológica adequada à comercialização;
  • Diversificar a produção de ovos no Espírito Santo, agregando valor à produção e gerando fontes alternativas de renda para possíveis beneficiários.

Simulação

Caso esteja interessado, o empreendedor pode fazer uma simulação no site ou no aplicativo para smartphones. Basta responder algumas perguntas para saber que tipo de crédito é o ideal. O atendimento também pode ser feito presencialmente na sede do banco. Pelo site o interessado pode acessar os endereços dos parceiros consultores em todos os municípios capixabas.

Informações sobre consultores e linhas de financiamento:

Clique aqui e compartilhe com seus amigos do Facebook

Veja outras matérias sobre: Destaques, Estado, finanças, Geral,