Vereador Rafael entrega “panelinha”, confessa que “se vendeu” por vagas de emprego e mostra que Alencar Marim “comeu da banana podre”

Imprimir
Compartilhar
Atualizado em 19 de junho de 2018
Da redação multimídia


A essas alturas do campeonato, o Ministério Público já deve estar de olho no discurso do vereador Rafael Malaquias Venâncio, o Rafael da Saúde (DEM), que confessou com todas as palavras que “se vendeu” por vagas de emprego na prefeitura de Barra de São Francisco.

Rafael ainda confirmou que as vagas foram oferecidas para os seus colegas da oposição, mas que esses não aceitaram.

Veja: Áudio do vereador Rafael da Saúde confirma esquema para empregar amigos na prefeitura de Barra de São Francisco

Em seu discurso desta segunda-feira, 18 de junho de 2018, na câmara municipal, o vereador foi claro em dizer que as vagas foram oferecidas pelo prefeito Alencar Marim (PT) para todos e se outros não aceitaram, ele aceitou.

Não tem vaga os que não quiseram, porque oferecido em várias reuniões foi, as vagas de empregos que nós temos. Foi oferecido a todos e eu peguei, se eles não pegaram, fazer o que né. Eu tô lá, eu procurei empregar pessoas que precisavam, agradeço ao Alencar por isso também“, disse o vereador.

O discurso do vereador, que faz pepel hoje na câmara de um verdadeiro líder do prefeito, apesar de não ser, trouxe à tona um velho problema, que todos já suspeitavam existir na prefeitura, desde outros mandatos, mas que agora foi assumido publicamente por quem usufrui desse benefício.

Com as palavras do vereador Rafael, ficou claro que Alencar Marim também” comeu da mesma banana podre” que ele mesmo criticou em mandados anteriores, como, por exemplo, de seu antecessor, Luciano Pereira(Avante).

Alencar chegou a pregar em seus discursos de campanha que daria Processo Seletivo e sempre deixou claro que era contra a indicação de empregos por vereadores. A “banana podre” dos outros parece agora saborosa para o prefeito de Barra de São Francisco.

Rafael também criou um clima desconfortável para seus colegas da base aliada ao prefeito, já que deu a entender que quem está com o prefeito são os que receberam o “poder” de empregar pessoas na prefeitura.

Vereadores de oposição ao prefeito Alencar Marim já estão reunindo documentos para apurar a situação. Com Rafael confessando tudo, em público, ficou claro que Alencar Marim faz o mesmo tipo de política daqueles que ele mesmo sempre criticou.

Função comprometida

Uma das funções do vereador é fiscalizar o Executivo. Com a “panelinha”, formada por vereadores e prefeito, fica comprometida a independência.

Estão entre as funções de um vereador

  • Fiscalizar e cobrar ações do governo.
  • Verificar se os recursos do município estão sendo devidamente aplicados pela prefeitura para a promoção do bem-estar da população.
  • Elaborar projetos de leis municipais para serem aprovadas na Assembleia Legislativa.
  • Solicitar ao prefeito informações sobre a administração da cidade, sempre que julgar necessário.
  • Dialogar com a comunidade e representar os anseios do povo na Câmara.

Prática antiga e “aceita”

Essa prática, de vereador ganhar vagas de emprego para seus eleitores não é nova em Barra de São Francisco. Prefeitos anteriores sempre usaram da mesma artimanha para manter vereadores calados.

A prática é tão antiga que chega a ser aceita por parte da população francisquense. Para muitos, a situação é normal e até desconhecem forma diferente.

O próprio Rafael se beneficiou da função que ocupava no mandato anterior para conseguir se eleger. De um simples desconhecido, passou a vereador mais votado da cidade.

Assim que assumiu o mandato, mudou de lado e passou a compor a base do prefeito eleito. Muitos não entendiam a mudança de Rafael, mas agora, com o próprio vereador confessando, entende-se o motivo dele apoiar quem antes era oposição.

 

Clique aqui e compartilhe com seus amigos do Facebook

Veja outras matérias sobre: Destaques, Em baixa, Empregos, finanças, Política, Região,