Dirigir sem CNH é a segunda infração mais cometida no ES, segundo Detran

Imprimir
Compartilhar
Atualizado em 15 de junho de 2018
Diego Vinícius


De janeiro até agora, mais de 2.6 mil pessoas foram flagradas dirigindo sem habilitação no Espírito Santo. Segundo o Detran, esta é a segunda maior infração cometida no trânsito capixaba, e foi justamente um jovem dirigindo sem estar habilitado que causou um grave acidente na noite de terça-feira (12).

O acidente aconteceu por volta das 23 horas em um cruzamento na Praia da Costa, em Vila Velha. O caminhão de coleta de lixo passava pela avenida para realizar o trabalho quando foi atingido por um carro de passeio, que segundo testemunhas, seguia na contra mão, mas o advogado do rapaz negou essa versão. O coletor de lixo Wanderson Pereira Alcântara, de 20 anos, ficou ferido. O veículo que provocou o acidente era conduzido pelo estudante Gabriel Andrade Rodrigues, de 18 anos, que estava acompanhado de dois adolescentes. Testemunhas disseram que depois da colisão, eles tentaram fugir do local.

Um gari foi atropelado enquanto trabalhava na Praia da Costa, em Vila Velha. O motorista responsável pelo acidente não tinha habilitação.

Segundo a polícia, Wanderson quebrou as pernas. A vítima foi levada de ambulância para um hospital e passou por uma cirurgia. Gabriel, o condutor do carro de passeio, foi levado para a Delegacia Regional de Vila Velha. O teste do bafômetro foi realizado, e constatou que ele não havia ingerido bebida alcoólica. O advogado dele contestou a versão de que o jovem teria dirigido pela contra mão.

Dados do Detran

De janeiro até agora, o Detran no Espírito Santo já autuou 2.633 mil pessoas dirigindo sem habilitação. No Estado, a infração está no ranking de multas aplicadas pelo órgão. O código de trânsito brasileiro classifica essa infração como gravíssima, e quem for pego nessas condições pode ser multado em R$ 880,41.

O Detran disse que esse tipo de delito de trânsito tem diminuído desde 2016. A explicação pode estar na conscientização dos condutores, resultado de campanhas educativas e do novo modo de formação dos motoristas.

Clique aqui e compartilhe com seus amigos do Facebook

Veja outras matérias sobre: acidentes, Destaques, Polícia, Região,