Brasil: empresa demite funcionários após fantasia de ‘negão do Whatsapp’

Imprimir
Compartilhar
Atualizado em 6 de janeiro de 2018
Edmilson Batista


Uma festa à fantasia de fim de ano dos funcionários da subsidiária brasileira de uma multinacional, em dezembro, causou a demissão de um funcionário, do diretor comercial e do diretor-presidente da companhia.

Segundo versão que circula na internet, o funcionário se vestiu do popular meme “Negão do WhatsApp”. Ele colocou uma toalha no ombro, vestiu um chapéu e improvisou uma prótese para imitar o pênis do personagem.

A imagem do fantasiado, publicada no Facebook, não foi bem vista na matriz, em San Francisco, Estados Unidos, que pediu a demissão do funcionário. O diretor comercial tentou mantê-lo no cargo e a sede, então, teria decidido desligá-lo também. Até que o presidente da subsidiária tentou interferir e amenizar a situação, mas teve o mesmo destino dos outros funcionários.

Veja também:

Brasil: faculdade abre processo administrativo contra professor que se fantasiou de ‘negão do WhatsApp’

 

 

Clique aqui e compartilhe com seus amigos do Facebook

Veja outras matérias sobre: Brasil, Destaques, Geral, Humor,