Professor de Nova Venécia é eleito Educador no Ano no prêmio de ‘Educador Nota 10’

Projeto vencedor, ‘Filtrando as lágrimas do Rio Doce’, contribuiu com as populações impactadas com o rompimento da barragem em Mariana

Imprimir
Compartilhar
Atualizado em 18 de outubro de 2016
Karla Schneider


vencedor-educadorWemerson da Silva Nogueira, Educador do ano 2016

Wemerson da Silva Nogueira, professor de Ciências do Ensino Fundamental da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Antônio dos Santos Neves, em Nova Venécia, Espírito Santo, foi eleito o Educador do Ano durante a cerimônia de entrega do Prêmio Educador Nota 10.

Em sua 19º edição, o evento, uma iniciativa do Grupo Abril e da Globo, organizado pela Fundação Victor Civita e pela Fundação Roberto Marinho, ainda reconheceu o trabalho exemplar de 10 educadores de todo o Brasill. A premiação foi apresentada por Sandra Annemberg e contou ainda com o pocket show da cantora Negra Li.

O professor Wemerson, escolheu um tema atual para despertar o interesse de seus alunos: a contaminação do Rio Doce após o rompimento da barragem em Mariana. Buscando contribuir de alguma forma para  o bem estar das populações impactadas, o professor promoveu o estudo dos impactos sócio-ambientais por meio da leitura de notícias, entrevistas na comunidade e análises da água.

De posse dos resultados das análises, o professor contextualizou o estudo da tabela periódica e seus elementos. Também desenvolveu uma metodologia que tornasse sua leitura mais acessível aos alunos que assim, fixavam melhor as características de cada elemento químico. Neste percurso, ele realizou vários encontros para apresentar os resultados de seus estudos à população de Regência, região impactada pelo desastre ambiental. O projeto é concluído com o desenvolvimento de um filtro com areia (os próprios alunos o fazem) e distribuição à população.

Este ano, o Prêmio teve como tema ‘Na educação de qualidade todos aprendem juntos’ e premiou projetos de diferentes segmentos. Os assuntos abordados também foram diversos, com trabalhos que estimulam, por exemplo, o ensino da Matemática através da criação de games ou a alfabetização a partir de pesquisas sobre as tartarugas marinhas. Acontecimentos atuais como a tragédia ambiental no Rio Doce e valorização da identidade indígena também aparecem nos projetos finalistas.

Ao longo das 19 edições foram premiados 211 educadores, entre professores e gestores escolares, que receberam aproximadamente R$ 2,51 milhões.

educador

Conheça os 10 vencedores do Prêmio Educador Nota 10:

Carlos Eduardo Canani – Língua Portuguesa Fund. II
Trabalho: Por um fio de memória
E.M.E.B. Suzana Albino França
Lages – SC

Débora Gomes Gonçalves – Alfabetização
Trabalho: Projeto Tartarugas Marinhas
Escola Municipal João Francisco dos Santos
Salvador – BA

Fábio Augusto Machado – Geografia
Trabalho: A Construção da Identidade
EMEF Professora Marili Dias
São Paulo – SP

Greiton Toledo de Azevedo – Matemática Fund. II
Trabalho: Matemática e games? Eis a questão!
Escola Municipal Irmã Catarina Jardim Miranda
Goiânia – GO

Karin Elizabeth Bergamin Groner – Língua Portuguesa Fund. I
Trabalho: Projeto Didático Leitura Dramática
E.E. Prof Fernando Brasil
Nova Europa – SP

Luiz Weymilawa Suruí – Geografia
Trabalho: Lap Gup: Nossa Casa, nosso lar
E.I.E.F.M. Sertanista José do Carmo Santana
Cacoal – RO

Marilei Roseli Chableski – Educação Infantil – Creche
Trabalho: Pé com Café
Centro de Educação Infantil Adhemar Garcia
Joinville – SC

Rodrigo Barbosa Froés – Diretor Escolar
Trabalho: Escola de Qualidade Responsabilidade de Todos
Escola Municipal Antônio Matias Fernandes
Manaus – AM

Selene Coletti – Matemática Fund. I
Trabalho: Mapas do tesouro que são um tesouro
EMEB Cel. Francisco Rodrigues Barbosa
Itatiba – SP

Wemerson da Silva Nogueira – Ciências Fund II
Trabalho: Filtrando as lágrimas do Rio Doce
EEEFM Antônio dos Santos Neves
Nova Venécia – ES

Clique aqui e compartilhe com seus amigos do Facebook

Veja outras matérias sobre: Destaques, Em Alta, Eventos, Galeria de Fotos, Geral, Região, Social,