Parceiros

Rodovia BR 342 em Ecoporanga pode ser finalizada em 2014

Projeto federal para asfaltar BR-342, que liga Espírito Santo e Minas, não foi concluído. Obras começaram há quase treze anos e logo pararam por suspeita de superfaturamento.

Aumenta TextoDiminui Texto
Imprimir
Compartilhar
Atualizado em 12 de novembro de 2013
Rafael S. Lima

SiteBarra+Barra+de+Sao+Francisco+200704271553540.ecopo0Mais uma obra parada no Espírito Santo poderá ser retomada, ano que vem, graças a recursos garantidos no PPA ( Plano Plurianual) e Orçamento da União.

São R$ 210 milhões para pagar 80 quilômetros, porque 55 Km já foram realizados. A deputada federal Rose de Freitas (PMDB) pediu e o presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB/RN), aceitou incluir a emenda no Plano Plurianual, que é a base do orçamento.

O diretor do Dnit ES, Halpher Luiggi, comemorou a decisão pois a obra é cobrada pela comunidade e vai permitir o escoamento da produção agrícola e industrial da região.

Os recursos irão para o Dnit que licitará a obra. Os 55 kms prontos da BR são descontínuos, ou seja, há trechos em estrada de chão de terra. A rodovia liga o Noroeste capixaba à BR 101, região produtora de leite e gado de corte

 Este vídeo, publicado em 2010,  mostra a situação da estrada.

 

O projeto inicial do Governo federal era asfaltar cem quilômetros da BR-342, que liga o Espírito Santo a Minas Gerais, mas apenas 23 quilômetros receberam asfalto. O gasto chegou a R$ 60 milhões e a rodovia está praticamente intransitável.

As obras começaram há quase treze anos e foram logo paralisadas por suspeita de superfaturamento. Até hoje, o serviço não foi retomado e o drama de quem depende da estrada continua.

É difícil acreditar que se trata de uma rodovia federal; o chão é de terra em grande parte da estrada. Em um dos pontos mais críticos, na região de Ecoporanga (ES), há uma cratera de quase 20 metros de profundidade.

 Escoamento

A BR-342 é a principal via de escoamento da Região Noroeste do Espírito Santo, maior produtora de leite e gado de corte do estado. E não é difícil encontrar quem já tenha ficado preso nos enormes buracos. “Já teve dia de a gente ficar aqui até a noite, sem almoçar e sem jantar”, conta um caminhoneiro.

Desesperadas, as famílias que vivem nas proximidades estão abandonando as casas. “Tenho problema de bronquite asmática. Sofro mais com a asma por causa da poeira, já que sou alérgica”, diz a lavadeira Sueli Feitoza Zavarozi.

Prejuízos

A erosão também causou danos ambientais. A terra levada pela chuva invadiu propriedades e prejudica a produção rural.

E o pior é que a rodovia vai continuar assim, pelo menos, até dezembro. As obras não vão ser retomadas este ano porque estão fora do orçamento. Hoje, para asfaltar os 77 quilômetros que faltam, o governo deve gastar quase o dobro do previsto há oito anos.

O superintendente do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes no Espírito Santo (DNIT-ES), Élio Bahia, calcula que, para terminar a obra, devem ser gastos de R$ 175 milhões a R$ 180 milhões.

PREFEITOS SE MOBILIZAM PELA REATIVAÇÃO DAS OBRAS DA BR 342

 

ASSINADO O ACORDO EM PROL DA REATIVAÇÃO DAS OBRAS DA BR 342

A BR 342 ligará o Estado de Minas Gerais, saindo de Teófilo Otoni, à BR 101, no Espírito Santo, passando por Ecoporanga, Vila Pavão, Nova Venécia e Sooretama.

SiteBarra+Barra+de+Sao+Francisco+200704271553540.reuniao0Estiverem presentes em Ecoporanga várias lideranças políticas e sociais da região noroeste do Estado, promovendo um encontro em prol da reativação das obras da Rodovia 342, que ligará o município de Sooretama-ES a Teófilo Otoni-MG, através da BR 116.

O movimento foi liderado pelo Prefeito de Ecoporanga, Pedro Costa, que durante a semana percorreu todos os municípios cortados pela rodovia, conscientizado os administradores da importância da obra. 

Com cerca de 30% (trinta por cento) do seu total construída e com o gastos girando em torno de 80 milhões de reais, a rodovia foi paralisada por suspeitas de superfaturamento. Segundo dados, deverão ser gastos mais de 150 milhões até a finalização do projeto. . 

Em Ecoporanga a paralisação causou um grande impacto para os produtores rurais. “Essa obra seria um grande avanço para nós, mas hoje é, na verdade, uma vergonha. Estamos perdendo muito. Em minha propriedade, por exemplo, onde deveria estar passando a estrada, existem crateras gigantes, fruto de erosão” disse Zizi Rufino, produtor rural de Ecoporanga.

Na reunião prefeitos, deputados e lideranças presentes assinaram uma proposta que a será encaminhada ao Ministério dos Transportes, bem como ao Governo Federal. Além disto, uma comissão foi formada com o intuito de reivindicar diretamente em Brasília o fim da obra.

 

obras 342 ecoporanga2

 

Clique aqui e compartilhe com seus amigos do Facebook

Veja outras matérias sobre:Destaques, Geral, Região,

Todos os comentários são de responsabilidade do seu autor e não expressa a opinião do SiteBarra e nem do autor do texto. O SiteBarra é democrático, permitindo a todos expressar a sua opinião, mas não aprovaremos comentários que contenham palavras obscenas e/ou ofensas.

3 comentários em Rodovia BR 342 em Ecoporanga pode ser finalizada em 2014

  1. ecoporanga comentou:

    É UM SONHO ESSA OBRA PARA NOSSO REGIÃO, ECOPORANGA PRECISA MUITO.
    AGORA VAMOS TORCE PARA NÃO ACABA COMO A 1ª VEZ

  2. junior comentou:

    Uma tal de Silvana escreveu algo ali em cima,,, eu quero dizer que: É Estranho, eu li a matéria inteira, e em nenhum momento cita o nome do prefeito Pedro Costa, sabe por que? Essa obra é FEDERAL. outra coisa, O prefeito ele estava a pouco tempo atras como prefeito e n mexeu um pauzino, e continua sem mexer, coitado nao ta fazendo nada nem nas ruas do municipio, quem dirá federal!

  3. Fábio comentou:

    Essa obra é importante sim,a população de Ecoporanga ou seja pra toda região noroeste,não quer saber quem ta correndo atrás,o povo quer resultados,sr Junior tenta chegar a Ataléia hoje com um carro popular,que é a maioria aqui em Ecoporanga,com essa chuva,faça o teste, os que só vivem pra criticar quem corre atras pra melhorar nossa região,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>